Análise: Fable 2 (Xbox 360)

por Wagner Araújo

fable2boxDepois de passar várias horas me aventurando em Albion chega o momento de contar um pouco dessa experiência, cheguei ao fim da história principal na segunda-feira, porém preferi esperar alguns dias para o estado de empolgação passar e só assim realizar uma análise mais crítica a respeito do jogo.

Empolgação, acredito que essa seja a melhor palavra para definir Fable 2, antes de entrar nos aspectos técnicos do jogo vale ressaltar que acima de tudo Fable 2 é a maneira que Peter Molyneux encontrou para contar uma pequena história que pode (e deve) ser complementada pelo jogador, pois diferente de um RPG lotado de reviravoltas no enredo o jogo calca-se em pequenos momentos que podem ser grandiosos dependendo do seu envolvimento com o jogo.

Combater o mal com bravura e acumular tesouros já é algo muito conhecido pelos jogadores, mas até que ponto casar-se e ter filhos, tornar-se um rico comerciante ou um grande lutador na arena tem importância para você? Talvez a resposta para essa questão seja tudo o que importe para definir seu interesse (ou não) por Fable 2.

“E agora nossa história começa…”

Desde o lançamento do primeiro Fable já existiam promessas a respeito da liberdade que o jogo permitiria, a idéia de acompanhar um personagem desde o nascimento até a morte era no mínimo ousada e com o lançamento do jogo percebeu-se que ela não foi executada de maneira tão eficaz, já que a infância e adolescência do personagem passavam de forma rápida demais, servindo basicamente como um tutorial para o jogo. Em Fable 2 esse sistema persiste, mas dessa vez flui de forma mais aceitável usando elementos da história para explicar a passagem de tempo.

Outro fator muito alardeado e que funciona de maneira muito eficaz nessa nova versão é a idéia de um “mundo vivo”, onde ações tomadas pelo jogador impactam de maneira sensível, seja para o bem ou para o mal. Você pode ser reconhecido nas ruas pelo seu altruísmo ou sanguinolência e o bardos poderão compor canções pelos seus grandes feitos ou enaltecerão seu sangue-frio. Essa sensação de fazer parte do universo, de ser o grande herói ou vilão do jogo é, na minha opinião, a melhor coisa em Fable 2. Gradativamente você passará a ser reconhecido nas ruas e quando menos esperar estará até recebendo descontos dos vendedores, seja por adoração ou medo.

fable-2-20080220003908929

Para atacar aperte o X

Gastei os primeiros parágrafos dessa análise falando apenas das sensações que o jogo proporciona, posso afirmar que 75% da diversão do jogo não pode ser definida numa análise, pois assim como tentei afirmar no começo jogar Fable (e divertir-se com ele) envolve aspectos que estão além das comparações de “engines” ou qualidade gráfica. Não que o jogo esteja acima disso, que é o que ressaltarei agora, mas até que ponto os aspectos técnicos atrapalham uma boa história?

Para quem chegou até aqui sem saber o que é Fable 2 eu defino: trata-se de um RPG, com elementos de ação, centrado num único personagem (homem ou mulher) sem nome (a idéia é aumentar a imersão, afinal ele/ela é você) e seu cachorro. O cachorro não é um mero coadjuvante, ele é também um fiel companheiro que auxilia de maneira ativa no decorrer do jogo, seja encontrando itens escondidos ou enterrados, ajudando a encontrar o caminho até seu objetivo ou atacando os adversários caídos. A presença do cachorro é um ponto alto do jogo, após algumas horas você se surpreenderá parando a jogatina para agradecer seu fiel amigo com um biscoitinho ou comprando novas coleiras para ele, as pessoas ao seu redor também reagem à presença de seu cachorro que pode ser um belo animal de pêlos claros e atitude brincalhona ou uma temível criatura de olhos vermelhos que gosta de latir para as crianças na rua, tudo depende de seu comportamento e tendência perante as situações.

O aspecto de bem ou mal é bem definido em Fable e praticamente toda decisão apresentará a possibilidade de escolha, uma barra no jogo mede seu nível de bondade e outra o nível de pureza, tomar decisões visando o beneficio próprio o torna mais malvado, já cobrar preços abusivos no comércio o torna mais corrupto. Na medida em que evolui nessas duas barras sua aparência (e a de seu cachorro) muda e as quests (missões paralelas) também, chegando ao ponto de poder escolher entre erradicar um grupo de bandidos que ataca constantemente a região ou aliar-se ao líder deles para expandir mais ainda seu império de medo.

fable-2-20080513085755214

As cidades e regiões apresentam vida própria, no acampamento dos ciganos é comum festejar com os habitantes locais e é fácil alegrá-los com expressões simples (eles adoram quando você peida) já nas regiões mais nobres, como as redondezas do castelo Fairfax, seu hábito de soltar pums não será bem aceito, mas dançar ou tocar um instrumento chamará a atenção de todos. Esse sistema que citei apresenta vários tipos de expressões diferentes, que podem ser aprendidas durante o jogo através de livros ou recebidas quando você atinge certo nível de bondade/maldade, existem expressões próprias para amedrontar os transeuntes ou paquerá-los, assim como presentear as crianças ou brincar com o seu cachorro.

O dinheiro pode ser conquistado no jogo através do trabalho (como ferreiro, bartender, lenhador…), através de baús espalhados pelo mundo, roubando ou nos jogos de azar e ele poderá ser gasto com comida, bebida, prostituas ou investido no comércio e em imóveis. Você poderá comprar casas para morar ou alugar e até mesmo estabelecimentos comerciais onde terá participação nos lucros, se gastar muito dinheiro na cidade ajudará na economia aumentando o valor dos imóveis locais e diminuindo a pobreza (o que gera mais lucro para os estabelecimentos, já que todos gastarão mais). Esse é um sistema bem interessante, que o incentiva e pensar bem antes de comprar uma arma melhor ou investir na barbearia da cidade, por exemplo.

Combater é bem simples e usa apenas um botão para ataque corpo-a-corpo, outro para ataques a distância e um terceiro botão para as magias. Tudo bem simples e prático. Lembro de ter lido essa frase quando o jogo ainda estava em produção e pensei que não seria possível, mas é.
Mesmo sendo simples você pode adquirir várias técnicas usando os pontos de experiência conquistados, essas técnicas adicionam novidades na jogabilidade o que agrada aos jogadores mais hardcore (afinal esmagar botões é um saco).

fable-2-200806131006245521

Onde está minha esposa?

Infelizmente não posso tecer apenas elogios ao Fable 2 (eu adoraria, mas não posso), alguns fatores ficaram fora de sintonia no jogo e o que mais chateia são os Bugs, as falhas que teimam em acontecer quando você menos espera.

A primeira que experimentei foi no modo online, existe a possibilidade de jogar toda a história junto com um amigo através da Xbox Live, porém seu amigo convidado joga com um personagem genérico, você escolhe no momento da entrada desse amigo a porcentagem de XP e dinheiro que ele vai receber toda vez que vocês dois conquistarem alguma coisa, quando ele sai da partida esse XP e dinheiro são transferidos para o personagem que ele está usando no single player. O sistema é bom, mas poderia ser melhor se você pudesse usar a aparência do seu personagem habitual, porém esse não é o grande problema e sim um bug que teimava em se repetir nos combates, após eliminar todos os oponentes meu amigo de jogatina continuava vendo os bonequinhos e tentando atacá-los e só quando morriam esses “monstros invisíveis” é que conseguíamos avançar, até pensei que fosse um problema de conexão, mas o erro se repetiu outras vezes em outras sessões de jogo.

Outro problema que tive foram eventuais travadas no jogo, que até me fizeram pensar novamente em 3RL, mas como acontecia só em momentos específicos logo percebi que eram problemas no jogo mesmo, assim como slowdowns em alguns cenários (muito bonitos, diga-se de passagem), mas o pior de todos, sem dúvida, foi o sumiço da minha esposa (e olha que eu sou um marido exemplar!), ela resolveu abandonar nosso filho e não consigo encontrá-la em nenhum lugar do cenário (apesar do mapa apontar a localização dela), toda vez que carrego o jogo tenho a esperança de ela estará lá, mas até agora nada. Não sei se os bugs serão corrigidos com futuros patchs, mas a simples presença deles já é motivo para afastar muitos jogadores.

Acho que escrevi tudo que tinha para compartilhar e ainda assim não falei sobre muitas coisas do jogo, o enredo (por exemplo) é bem simples (mas me fez chorar no final): encontre e reúna três heróis para auxiliá-lo contra o vilão principal do jogo, isso o levará a conhecer vários pontos de Albion e se você seguir apenas o objetivo principal terminará o jogo rapidinho, no entanto repito: Fable 2 é uma maneira de contar uma pequena história que torna-se grandiosa com sua presença, então não tenha pressa e realize as inúmeras quests que ajudarão a definir seu caráter, conhecer mais a respeito das lendas e mitos de Albion, evoluir suas habilidades e quem sabe ajudá-lo a encontrar uma boa esposa/marido que não fuja de você!

Em suma: divirta-se com essa experiência e se é um nota que você procura no final eu diria que ela é 8,5.

About these ads

22 Responses to “Análise: Fable 2 (Xbox 360)”


  1. 1 Thiago 12 novembro, 2008 às 2:06 am

    Parabéns pelo Review Wagner, esse é um jogo que esta na lista e depois deste review será compra certa.

  2. 2 Wesley Pires 12 novembro, 2008 às 7:21 am

    Excelente review. Com certeza é um jogo que eu jogaria. Vamos ver se a versão para PC corrige os tais bugs.

  3. 3 Lucas Patricio 12 novembro, 2008 às 10:11 am

    Puts, ótima resenha, Wagner. Parabéns: você acabou de deixar um dono de um 360 3RL completamente frustrado por não poder jogar esse jogo >..<

  4. 4 Bruno Julião 12 novembro, 2008 às 11:17 am

    Wagner… Sem palavras… Muito boa a análise! Com certeza quando sobrar uma grana eu cato esse jogo… Porque como eu já citei N vezes, foco no Gears 2 hahahaha Acho q o cartão FNAC vai me salvar mais uma vez hehehe :D

  5. 5 man_overb0ard 12 novembro, 2008 às 2:17 pm

    Que beleza de análise OldRevenant!
    Eu não estava interessado em jogar e me despertou curiosidade.
    Depois de terminar BioShock, GoW2 e Mass Effect… acho que vou encarar um Fable…!
    Mas ainda tem Left 4 Dead e Dead Space e Fallout 3.
    Tá complicado viu.

  6. 6 Marcos Diniz 13 novembro, 2008 às 12:27 pm

    Muito boa analise…

    Um jogaço, tirando que o Sr Wagner assassinou minha esposa (No jogo).

    Esse cara é realmente malvado!

  7. 7 Wagner - The Old_revenanT 13 novembro, 2008 às 4:47 pm

    Pô Diniz foi vc que pediu e nem me pagou o combinado!

  8. 8 Tiago Cabral 14 novembro, 2008 às 2:29 pm

    Pô Wagner, adorei a resenha!
    Pro coincidência estou jogando Fable 2, comecei ontem, mas várias coisas citadas já se passaram, como o lance do cachorro, das opções de escolha em cada missão, uma para e outra para o mal e até alguns bugzinhos. Mas vc esqueceu de um fator importantissimo para quem vai jogar, existe um Bug (graúdo)que se encontra na “Monks Quest” em Oakfield quando o jogador pula a cena da conversa e sai da cena de ação. Ao retornar para conversar com o personagem, ele não fala mais nada e o jogo não continua. A produtora Lionhead Studios informou que já está desenvolvendo um “patch” para correção do erro e disponibilizará o “remendo” através da Xbox Live. Portanto, se você não quer ter problemas ao jogar Fable II, não pule a cena acima informada para que o game prossiga normalmente.
    De resto é tudo lindão mesmo e o cachorro é um show a parte, adoro ele, ontem um cara deu um bicuda no bichinho, deu mó dó, mas eu fui lá e passei a faca no safado…rs, com o meu dog ningupem mexe não!! rs..
    abçs

  9. 9 Wagner - The Old_revenanT 14 novembro, 2008 às 7:47 pm

    @Tiago: não tive esse bug, talvez porque não pulei nenhuma cena de conversa… uffa tive sorte!

  10. 10 Pedro Ivo 15 novembro, 2008 às 4:59 pm

    Tá aí mais um motivo para eu querer um 360!!!

  11. 11 Thiago S. 28 novembro, 2008 às 1:03 am

    Esse jogo é um dos melhores que eu já joguei, o tempo passa e se vc tomou alguma decisão isso vai ter consequência mais tarde. Muito bom o jogo vlw a pena ter comprado!

  12. 12 Lucas Patricio 28 novembro, 2008 às 5:27 am

    Verdade, Thiago, a interação é impressionante ^^

  13. 13 Zallio 23 março, 2009 às 3:16 pm

    Ola pessoal,eu tambem tenho um problema de bug no Fable II, praticamente das 50 gargolas ja destrui 49, e a ultima esta na ilha do leao em blodstone, mas sempre quando vou ate la, na tela de quando esta carregando o game se trava completamente, no inicio pensei que poderia ser o dvd do game, mas nao è. porque pedi pra um amigo online de ir ate esta ilha no seu jogo “savegame” e me convidar para jogar, entrei com o meu personagem “savegame” na sua historia, e a ilha carregou normalmente. e quando volto a jogar no single player crash! no total devo ter mais de 40 horas de game, ja detonei o jogo todo, abri todas as portas do demonio, detonei a expançao, mas por culpa de um bug nao detonei as 50 gargolas, mas nao vou deixar assim barato nao, essa semana vou ligar para o suporte xbox live e dar maior sabao. obrigado pela paciencia de todos! bye

  14. 14 Ângelo 11 julho, 2009 às 2:51 pm

    È eu nao comprei esse jogo ainda mas com essa analise me deu vontade de compra_lo……… Valew galera e obrigado Wagner Araújo boa analise

  15. 15 aagdgagfajkfa 28 julho, 2009 às 8:25 pm

    hehehehehe….bug…bug mais isso naum e nada.ojogo e massAA ……hehehehhe falo isso porque eu to jogando ele graças a sua analise :) torrei todo o meu dinheirim no fable 2 :( mas valew a pena!!!!!!!!!!!!

  16. 16 Artur 30 dezembro, 2009 às 10:32 am

    Parabéns!

    Ficou muito boa essa análise, Wagner Araújo.

  17. 17 I. 4 janeiro, 2010 às 8:05 pm

    Muito bom o jogo, mais depois de conquistar tudo e depois de 184 horas de jogo ele não fica tão legal assim, euahuehauehau”
    Muito bom, muito viciante, muito engraçado e extremamente cativante… só cuidado pra não pega uma prostituta sem camisinha… :p e não dexa tua mulher fica sabenu tbm…

  18. 18 Leonardo 7 outubro, 2010 às 9:22 pm

    muito show este jogo se vc nao tem corra comple logo vale muito a pena muito show noto de 0 a 10 é 10000000000000 jogo demais o melhor rpg de todos os tempos vlw bela analize.

  19. 19 Leonardo 7 outubro, 2010 às 9:23 pm

    muito show este jogo se vc nao tem corra compre logo vale muito a pena muito show nota de 0 a 10 é 10000000000000 jogo demais o melhor rpg de todos os tempos vlw bela analize.

  20. 20 Loko300 11 outubro, 2010 às 8:06 pm

    Eu PRECISOOOOOOOOOOOOOOOOO desse jogo, mas eu não acho em lugar nenhum(cidade pequena) eu tenho o fable:lost chapters, mas eu ja zerei uma 5000000000000000000 veses(5 veses) e ja enjoei. vo procura um poco e v se eu axo ele pra pc.a proposito, a analize fico fera.

  21. 21 mércia 26 dezembro, 2010 às 5:57 pm

    Gente,
    meu filho joga este Fable 2 ,mas o que me preocupa é que as conversações são em inglês. Tem como passar pra português? Na capa diz que o software é em Inglês. Me ajudem.

    Obrigada

    • 22 breno 16 dezembro, 2013 às 3:23 pm

      Te preocupa?
      Relaxa, que daqui a pouco seu filho vai ta lendo em ingles e você nem vai saber como rsrss

      Eu e muitos amigos aprendemos bastante ingles com rpg’s.

      abraços


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




novembro 2008
S T Q Q S S D
« out   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 29 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: