A mais nova do Old Snake

Pare tudo que você esta fazendo (além de ler meu blog)! Nesse post eu quero que vocês vejam isso:

Entendeu porque pedi para parar de fazer tudo?

Esse vídeo de Metal Gear Solid 4, além de tantos detalhes, me mostrou uma coisa muito clara: Esse vai ser o melhor jogo de 2008.

Eu fiz essa afirmação durante minha cobertura da E3, e com essa (belíssima) demonstração do gameplay, tenho ainda mais convicção. Tem como discordar disso??

Comentários leves: Sistema “arcade” continua incrivelmente natural, mesmo com todo o realismo dos cenários, personagens e etc. Eu me refiro a trocar de armas com os botões de ombro e as armas “aparecerem” nas mãos de Snake. Adoro isso, acho que o realismo de Metal Gear está muito além de ver o personagem guardando um latão na mochila.

Esse novo sistema de camuflagem parece ser muito bacana. Me amarrei no sistema criado para MTG3, e com esse novo aparelinho tecnológico, as coisas prometem ficar bem bacaninhas.

Ih! Cade o velinho que estava alÿ?

A ÚNICA coisa que eu acabei estranhando (porque é impossível não gostar de alguma coisa) é que eu achei que o combate esta com desmasiada ação de tiros. Certa parte me lembrou Battlefield, e eu acho que o espírito não seja bem esse. Espero que cenas assim, aconteçam com frequência controlada.

Uma novidade fresquinha: O cenário em que Rainden e Vamp lutaram no video divulgado na E3, não é no Oriente Médio, como todos pensavam. O local é na América do Sul, ou seja, grandes chances de ser no Brasil. Seria muito bom, não é mesmo?

Olha, eu sou muito fã da série Metal Gear, e mesmo não tendo um Playstation 3 (nem esperanças de conseguir comprar um tão cedo) eu já estou contando os dias para o lançamento de MTG4 (mesmo sem saber a data exata). E vocês, o que acharam do vídeo?

Ele pode até estra velho, mas certas coisas nunca mudam…

Cara nova?

O Snake ta ficando velinho, coitado. Mas aqui no GoLuck não tem cabelo grisalho, e eu estreei um novo modelo de imagens aqui no meu blog. Agora todas as imagens de topos terão o logo do blog à direita e os dois personagens à esquerda. O personagem de boné é o que eu uso como caricatura nas análises que eu escrevo para o programa que trabalho. E a menina é a Alicia Anne, que foi feita baseada em uma menina muito bonita, que coencidentimente, eu namoro. Hehe.

Esse fundo azul é provisório, algum jogo futuramente irá ocupar esse espaço. Palpites?

—–

Agora sabe quem não mudou muito de cara? O novo Resident Evil. RE5 se passará na Africa, e os zumbis agiram à luz do dia, em bandos e coom extrema agilidade. Quer ver como está ficando? Clique aqui.

Esse fim de semana estarei bastante ocupado gravando em dois campeonatos de Winning Eleven que vão rolar aqui na Baixada Santista, mas segunda-feira tem atualização. Comentários abertos…hehe

Análise: Transformers The Game

Demorou, mas finalmente uma nova análise chegou aqui no Goluck. Claro que essa demora ocorreu devido a alguns fatores básicos:
-Viagem de férias (incríveis quatro dias)
-Cobertura da E3
-Ausência do meu computador, que parece ter desistido de vez de trabalhar.
-Falta de jogos para analisar, oras!

Bem, mas agora que as férias se foram eu já estou podendo jogar e analisar vários outros games diferentes. Infelizmente a maioria deles até agora foi um pouco decepcionante de se jogar, mas se eles são ruins, vamos saber aqui o porquê. Certo?

Pra começar “bem”, vamos conferir Transformers: The Game

É, o jogo não é bom, mas os bonequinhos eram bem legais!

Bonequinhos cresceram

Sem hipocresia: eu não lembro de ter brincado com transformers na minha infância. Não sou muito velho, e o fenômeno desses brinquedinhos que viravam carros, helicópteros, aviões e robôs, que aconteceu nos anos 80, acabou ficando de fora da minha caixa de brinquedos..

A única coisa que eu lembro é que eu ADORAVA os robôs do Power Rangers, e eu tinha os cinco robôs que formavam o incrível Megazord! Só por eu lembrar o quanto era legal esse tipo de brinquedos, já imagino o quanto deveria ser bacana esses tais de transformers.

Agora voltando aos anos 2000: a indústria do cinema está escavando para achar ícones pops para transformar em blockbusters de Holywood. A Marvel já deve estar pensando em dar algumas revistas de personagens secundários nas mãos dos diretores de cinema para ver se consegue arrancar mais uma adaptação.

Essa incansável busca ainda não trouxe Heman nem Jaspion de volta, mas os simpáticos brinquedinhos que se transformavam não escaparam e receberam uma adaptação que estreou há pouco tempo nas telonas.

Bem tosco o nöel de detalhes dos carros-robôs

Tal filme, tal jogo…

Nós todos sabemos que nenhum jogo baseado em filme foi muito bem sucedido ultimamente. E eu não via uma razão muito boa para que Transformers The Game fosse diferente.
Ou talvez a possibilidade de colocar robôs que se transfiguram em objetos e veículos em um game repleto de possibilidades de customização e com o poder de processamento da geração atual (360, PS3) poderia acabar gerando um game repleto de opções de jogabilidade. Esquece…Não aconteceu nada disso.

Uma das coisas mais “interessantes” é que o enredo do game não segue o do filme. Ele é uma espécie de complemento. Ta, parei por aqui para não dar nenhum tipo de spoilers.

Você pode escolher entre jogar a campanha dos mocinhos (Autobots) e dos vilões (Decepticons), ambos em busca do AllSpark, a fonte de vida desses seres alienígenas que está em algum canto da Terra.

Onde será que ele vai com esse carro? Hehe

Hulk?

O jogo funciona como um dos bilhões de seguidores de GTA. Você tem toda a cidade a sua disposição para destruir e fazer pilhagem a vontade.

Claro que sair destruindo tudo só é válido se você estiver jogando a campanha dos Decepticons, pois a campanha dos Autobots possui algumas restrições a sair detonando tudo, pois afinal de contas eles são os mocinhos.

Se você cansar de ficar destruindo a cidade inteira, você pode tentar seguir os objetivos. Olha, mas eu aconselho que você se limite a ficar brincando na cidade, pois objetivos são extremamente chatos. É sério.

Olha o robô-escorpião-legalzão aá

Mission Failed

Você terá várias opções de missões: Destrua tal coisa em certo tempo ou Destrua todos os inimigos em certo tempo. Incrível, não?

Isso sem falar que algumas dessas missões são enormes. Algumas delas poderiam ser “Destrua 2 bases”, mas não, o game insiste em: “Destrua 10 bases”. Isso torna o jogo extremamente repetitivo e cansativo.

Talvez a equipe da Activision tenha feito isso para aumentar a durabilidade e o replay do jogo. Se realmente foi isso, parabéns! Vocês não conseguiram! O jogo dura cerca de seis horas, juntando as duas campanhas! Ou seja, você vai terminar cada campanha em três horas.

Eu não vejo nenhuma possibilidade de alguém querer comprar um jogo que dura tão pouco e durante esse pouco tempo ainda possui um enorme nível de repetição. Isso sem falar nos US$50.  

Me explique o que ta rolando na imagem e eu te dou um doce

Bonequinhos poligonais

É, você deve ter percebido que eu estou meio “decepcionado” com o jogo, mas calma que ainda tem mais.

Os gráficos no 360 e no Playstation 3 ficaram médios. A modelagem dos robôs ficou muito bacana, é possível ver vários detalhes durante a animação de combate de movimentação.
Porém os cenários ficaram bem desproporcionais e artificiais. Casas e prédios são repetidos e não possuem detalhes.

Uma coisa legal (até que enfim!) é que tudo pode ser destruído. Mas até aí não é nenhum mérito, já que o jogo do Hulk lançado há dois anos atrás para Playstation 2 fazia a mesma coisa.

Os momentos mais bacanas, visualmente falando, são quando rolam lutas entres os robôs. Existe um slowdown bem bacana quando você consegue destruir um inimigo.

A variação de tipos de transformers é boa. Existem dos que se transformam em helicópteros (meus favoritos) os que viram carros e outros que viram bichos, como o Scorponok, que é um escorpião metálico que pode andar por debaixo da terra.

Olha é o Megazord!! Opa, não é não…

Juízo Final

Customização= 0; Diversão= 1; Variação de jogabilidade= -1.
Esse é o resumo que eu faria de Transformers The Game. É claro que existe muitas coisas bacanas durante o jogo, mas nada que explique a falta de criatividade dos produtores em fazer um sistema completamente sem novidades.

Se eu fosse dar uma nota, Transformers The Game não teria um 0. Estaria longe dessa nota, na verdade. Mas acontece que é incompreensível o fato de uma idéia que poderia ter resultado em um jogo divertido e de alta qualidade ter se transformado (desculpem o trocadilho) em um jogo repetitivo e sem criatividade.

Uma pena, uma pena…

Não deu…

Não tem muita novidade nesse post. Mas vocês ficaram sabendo do Peter Moore??Pois é, não deu para fazer uma análise bacana para colocar aqui no meu blog essa semana. Motivos? Faltou um jogo para eu poder analizar, oras! Estar d eférias até que é bom (e como!) mas eu acabo ficando longe das novidades. Semana que vem eu posto alguma coisa, combinado?

———

Não deu também para mudar a imagem do topo do site. Motivo? Ainda estou sem computador, logo, estou sem o arquivo base do photoshop para alterar. Eu sei que dava pra fazer novamente…Mas não deu.

———

Não deu para ir na Anime Friends. Pois é, eu sei que muita gente ta me xingando (calma, Lef!) mas infelizmente eu ratiei nos dias de inscrições para a imprensa, e fiquei de fora esse ano, Apenas esse ano, 2008 já está aí!

———

Não deu segurar o espanto ao saber que Peter Moore saiu da Microsoft. O cara que era um dos principais responsáveis pela popularização do console (e dava uma de Reeve) assinou com a EA Sports e ganhou uma grana boa para mudar de lado. Como será que vai ficar a linha de titulos esportivos da empresa para o Playstation 3 agora?

———

Não deu para descançar o suficiente nessas férias. Na verdade até deu, mas se as férias acabarem com clima de “até que enfim!”, elas não são férias…

———

Eu sei que não deu pra fazer muitas coisas que eu havia prometido. Então que tal mais uma análise em vídeo para eu me redimir?

Com vocês, Mario Party 8!

Produzido po: Programa Santa Games
Equipe: Lucas Patricio, Emerson Fox e Sidnei Starnini

Estou de volta!

Olha a o meu blog em destaque na página da GameTV! Foi bem bacana!Sentiram minha falta? Depois de mais de uma semana sem dar notícias de vida aqui no GoLuck, eu voltei para arrumar a casa e continuar a vida.

Para que não sabe, eu passei uma semana de “férias” com uma tarefa bem bacana: cobrir a E3 2007!
Eu fui convidado pelo pessoal da GameTV para ajudar a cobrir o evento, e como você leu no meu último post, eu fiz uma série de artigos comentando sobre a E3 no meu blog de lá.

Se você não viu, trate de ver agora! Foram mais de sete artigos que eu postei diariamente com as notícias quentinhas da E3. Foi MUITO bacana poder ajudar o pessoal da GameTV, que são 100% gente fina. Valeu, mais uma vez, a todos!

Mas ao contrário do que todos pensam, nesse post não vou falar muito de E3 não. Já estou saturado de comentar de conferências, novos jogos,  vídeos, etc. Se quiserem ver minhas opiniões a respeito, dêem uma olhadinha lá na GameTV.

====================

O GoLuck nesses dias de “férias” recebeu um enorme número de visitas, e bateu recorde de visualizações nesse último fim de semana! Será que não postar é o segredo?? Hehe, fiquem tranqüilos, não vou tentar essa estratégia.

As pessoas que entram aqui no meu blog vêm de dois lugares específicos: sites/blogs de amigos meus (que estão aqui no meu blogroll) e de buscas do Google.

E olha, as palavras chaves que mais resultam em visitas no meu blog são:

Pokémon
God of War
L3 + R3
Ghost Rider

Isso mostra o quanto falar de God of War e Pokémon é poderoso. Até hoje tem gente que comenta nesses posts, o que explica os 35 comentários no post do God of War, por exemplo. Ainda não viu os “best sellers” do GoLuck? Então dá uma olhadinha e volta aqui pra continuar a ler…

====================

Um blog que tem como objetivo crescer precisa de planejamento. Não é verdade? Pois bem, eu pretendo essa semana (se tudo der certo) postar mais uma análise aqui no meu blog. Ainda não sei qual será o game em questão, já que como estou de férias do serviço, não ando jogando muitas coisas diferentes. Você tem algum palpite?

Além disso, já está ficando na hora de mudar essa imagem de cabeçalho. Mas eu ainda estou jogando Pokémon (rumo as 200 horas!). Mas eu acho que já sei como será a próxima…Curioso? Volte aqui no GoLuck durante a semana que você mata a curiosidade…

====================

E pra terminar, que tal ver um vídeo-review de The Sims 2 Pets para Wii? Veja porque você deve comprar a versão de GameCube.

Produzido por: Programa Santa Games
Equipe: Emerson Fox, Lucas Patricio e Sidnei Starnini

E3 não morreu, podem apostar!

Cobertura do luck na E3 2007!A volta da E3? 

Há mais de um ano atrás o mundo dos games parou quando a ESA anunciou que a E3 mudaria de formato. Ainda lembro como eu achei aquilo o fim do mundo: “A indsústria cresce e o principal evento acaba?” Isso era o que eu não entendia.

O tempo passou. Maio passou. E como foi estranho ler as edições de Junho das revistas e não encontrar nadinha da E3. Mesmo assim, eu ainda tinha uma esperança que em Julho, mesmo que em Santa Monica e com formato diferente, a E3 iria mostrar o porque é tão importante.

Se o grande problema da feira eram os “quase-jornalistas”, que faziam a maior baderna no evento (falo dos lojistas, blogueiros, e todos os outros que entravam de alguma maneira no evento), desta vez isso não deve acontecer. Apenas um “seleto” grupo de jornalistas foi convidado. Eu digo seleto, porque apenas os verdadeiros jornalistas é quem estarão presentes. Ou assim espero que seja.

E o luck nisso tudo?

Bom, com tudo isso, eu poderia ser apenas mais um telespectador vendo tudo isso acontecer. Maaas um convite MUITO bacana vai fazer dessa E3 uma das mais especiais de todas, para mim.

O pessoal do site da GameTV  gentilmente me convidaram para ajudar na cobertura do evento. Enquanto uma dupla de guerreiros (Gabe e Viliegas) vão até a zona onde tudo vai acontecer (nos EUA), eu vou acompanhando tudo daqui e postando no meu outro blog (o interno da GameTV) sobre as novidades da feira.

O grande barato disso é poder acompanhar todas as informações que a equipe da GameTV vai trazer, e assim como você, refletir sobre o assunto e poder compartilhar meus pensamentos com o pessoal, com direito a indicação na capa do site. Que chique hein!

Espero por você!

Você, leitor assíduo do meu blog, não pode perder essa. Anote na sua agenda: a partir de hoje começa o aquecimento E3 2007. Visite o meu outro blog, e discuta comigo e com a galera todas as novidades que estão por vir nesse spróximos dias.

E se preparem, porque não vai ser pouca coisa hein! O GoLuck entra em férias de Julho até o dia 14, data em que eu encerro minha participação na cobertura.

E aí, vejo vocês por lá??

———

Isso não ia pra esse post, mas é tão bom que merece um espacinho:

Indicações + Xenogears

 inesquecöelMeu PC parece estar de mal comigo. Já faz mais de um mês que ele insiste em parar e voltar a funcionar sem aviso prévio.

Isso, além de outras coisas, me deixa impossibilitado de preparar post mais elaborados para esse blog, começar a me coçar para o WiiTV e também em dar sequência a alguns projetos bem bacanas que em breve vocês irão conferir.

——–

Enquanto isso, eu faço algumas indicações bem bacanas.
A primeira indicação é visitar esse blog. Dezenove é o mais novo blog de um viciado em videogames (asism como eu) que aparece por aqui. Só que esse não é qualquer um não. Esse blog pertence ao Luiz Eduardo Freitas, o Lef.

O Lef é um grande parceiro meu no Wii Brasil, apesar de (infelizmente) nunca termos nos encontrado pessoalmente, posso garantir que esse cara sabe o que faz e o que escreve. E não sou apenas eu que digo isso, pergunte ao Fábio Bracht ou até mesmo para o Fabio Santana. O cara é bom. Então já sabe: acabe de ler esse post, comente e visite o Dezenove!

——–

A segunda indicação é um jogo. Só que esse é um pouco mais antigo dos que andam sendo falados pela iternet (e pelo jeito, muito melhor que quase todos eles juntos!).

Tá, deixando o mistério de lado, você já deve ter percebido (através da foto ou do título desse post) que estou falando de Xenogears.

Eu sou a-p-a-i-x-o-n-a-d-o por Xenogears. Joguei quase ao mesmo tempo que ele foi lançado nos Estados Unidos, quando ainda arranhava os primeiros semestres no curso de Inglês.

Ai ai…Que saudades…

Esse game além de me fazer “crescer” em relação a jogos eletrônicos, ainda me deu uma enorme ajuda no meu vocabulário e nessa minha relação de amor com jogos de RPG. Isso sem falar que foi um dos poucos que me faz ter saudades de já ter terminado.

Sem mais delongas, convido vocês a conferir essa pequena lembrança no vídeo que produzi no meu programa semana passada, em um quadro onde relembramos grandes games do passado.

Equipe:
Lucas Patricio
Emerson Fox
Sidnei Starnini

Big Brain Academy + Novo Street Fighter + Revistas

Vamos treinar o cérebro? Que tal começar lendo e respondendo esse post!? ;)O fim de semana mal terminou e ja tenho algumas coisas para compartilhar com vocês.

A primeira coisa: Estava visitando alguns blogs nesse fim de semana, e ao visitar o blog do meu companheiro Budrush, encontrei uma ótima análise da revista EGM . Realmente nostálgico e muito bem escrito, vale a pena cada minuto de leitura! 

E foi também baseado em alguns desses pensamentos do Budrush, que eu resolvi fazer algo que eu já devia ter feito ha muito tempo: assinar revistas de games. E sim, eu disse no plural! Mês que vem, quero guardar uma grana para poder assinar umas três ou uatro revistas de editoras e plataformas diferentes.

Se realmente conseguir assinar, vou poder, além de conhecer melhor o trabalho do pessoal, fazer reviews mensais das revistas. Acho que isso seria um material muito legal aqui pro blog. Torçam por mim! (ou se quiserem, façam doações ou indicações de quais revistas assinar ;))

o número de candidatas a serem assinadas é muito maior!

————-

Segunda coisa: Vocês viram a última da Capcom? Se você (como eu) não entende japonês, pode conferir a notícia completa aqui.

Já estava na hora de vermos novas séries de luta em 2D e o tão esperado Street Fighter 4! Vocês botam fé? Eu acho que um Street new generation com modos online seria perfeito.

Um novo game de Street Fighter não seria nada mal, não é verdade?

————-

Terceira coisa: Já ouviram falar de Big Brain Academy? Pois é, esse titulo fez muito sucesso no Nintendo DS e era só questão de tempo para ele ganhar uma versão no Wii. Quer saber como ficou? Aperte play, e divirta-se!

Cedido pelo programa Santa Games
Equipe:
Lucas Patricio
Emerson Fox
Sidnei Starnini