Prandoni, o homem do “Arena-Hadouken-Brasil”

Jovem de sucesso no jornalismo de games brasileiroEsse fim de semana foi marcado por fatos muito bacanas, engraçados e até mesmo curiosos.

Nesse Sábado eu tive o grande prazer de conhecer pessoalmente o amigo de blog Claudio Prandoni, que faz parte do blog Hadouken e responsável pelo (maravilhoso) projeto/revista Continue.

Depois de um tempo combinando (após descobrir que éramos quase “visinhos” nos fins de semana), nos encontramos em um shopping aqui em Santos para conversar sobre videogames, discutir sobre o atual jornalismo de games do Brasil e jogar, é claro!

Prandoni trabalha na Arena Turbo onde produz um programa sobre videogames muito bacana, do qual eu mesmo não tinha muito conhecimento, mas já passo a recomendar a todos vocês.
Além disso, no Arena IG, Prandoni ainda encabeça podcasts, revistas, boletins de noticias e dizem que ele também faz um ovo frito delicioso!

Prandoni trabalha no Arena Turb, da IG

Brincadeiras a parte, o cara ainda, além disso tudo, faz freelas pra EGM Brasil. Na edição deste mês, por exemplo, ele fez alguns reviews muito bacanas.

Mas o mais importante disso tudo é que o Cláudio é um cara mais que simpático. Durante nossa conversa, o que não faltou foi muita risada e piada. Principalmente quando um grupo “profissional” de treinadores de Pokémon abordou a gente e quiseram batalhas Pokémons.
O climáx foi quando eu, utilizando monstros e ataques completamente aleatórios (de verdade!) ganhei de um deles, que ficou com uma cara incrível de: “OMG…”.

Nas disputas de Nintendo DS eu levei uma leve vantagem. Ele me humilhou (com todas os bloco “L” que você encontrar) no Tetris DS. O cara é bom mesmo. Já no Mario Kart DS eu consegui fazer um 3×2 com ajuda do casco Jesus. Amém!
Pra terminar a disputa, um jogo de futebol, como não poderia deixar de ser. Ganhei de 1×0 com gol no último minuto no FIFA 08.

O blog Hadouken é formado pelo grupo responsável pela revista Continue. Prandoni está nessa

Em suma, conhecer melhor uma pessoa que também trabalha com games é algo maravilhoso, principalmente para mim, que moro aqui “isolado” em Santos. Acho que todos nós deveríamos fazer algo do tipo.

E o desafio está lançado: quem achar que tem ótimas técnicas pokémons, desafio para uma incrível partida aleatória!

Anúncios

16 Responses to “Prandoni, o homem do “Arena-Hadouken-Brasil””


  1. 1 Wagner - The Old_RevenanT 4 novembro, 2007 às 4:41 pm

    Huahuahauahuahauha ri muito quando li “Principalmente quando um grupo “profissional” de treinadores de Pokémon abordou a gente e quiseram batalhas Pokémons.”
    Fiquei imaginando os caras se aproximando e lançando desafios.
    Quanto à experiência de conhecer novas pessoas que compartilham o mesmo hobby é realmente muito boa. Na semana passada participei do 3º Encontro São Paulo Portal Xbox e foi muito divertido, foram ótimas horas de uma tarde de sábado com pessoas que conhecia somente através do fórum e da Xbox Live, mas que durante o encontro pareciam amigos de longa data!
    Sei que no seu caso o maior vínculo é o trabalho em comum, mas como é relacionado a games sinto que sua experiência tenha sido parecida com a minha.

  2. 2 Lucas Patricio 4 novembro, 2007 às 6:00 pm

    Com certeza eu quase vi um ponto de exclamação em cima da cabeça do “treinador”, Wagner U.U’

    Mas realmente a experiência de compartilhar gostos com pessoas que a gente conhece pouco ou não conhece realemnte é bem legal 🙂

  3. 3 Claudio Prandoni 4 novembro, 2007 às 9:31 pm

    Foi muito emocionante mesmo o embate Pokémon. Um dos rapazotes até tentou botar banca mostrando um fichário absolutamente recheado de informações Pokémon e tal, mas não deu outra, a infalível tática “random quase totalmente aleatória” do Luck detonou o moleque.

    As partidas de DS também foram muito legais e disputadas, mas o casco Jesus ainda terá volta e ainda precisamos disputar uma partida séria de futebol no Uing Elévi (ainda não me conformei aquele quase gol de bicicleta)!
    😉

    Porém, o melhor mesmo do bate-papo foi justamente poder compartilhar experiências com um colega de trabalho tão promissor como o Luck. Ainda mais na minha própria terra natal! Quando ainda estava na escola e apenas sonhava em escrever sobre games me sentia totalmente isolado também. Até comentei com o Luck de como é bom poder conversar em detalhes sobre os mais variados assuntos gamers aqui mesmo na Baixada.

    Até a próxima jogatina caiçara!

    Falow!

  4. 4 Claudio Prandoni 4 novembro, 2007 às 9:35 pm

    Ah!
    E meu ovo frito é realmente bom.
    O queijo em cubos é o segredo!
    😛

  5. 5 Lucas Patricio 4 novembro, 2007 às 11:31 pm

    Sabia que o segredo estava no queijo! Sempre desconfiei!
    O desafio do Uing Elévi esta aceito. Bring it on! uahuaha

    😉

  6. 6 Rodrigo 5 novembro, 2007 às 8:16 am

    Isolado em Santos? Imagine onde eu estou então! =P

    Pô… será que dá pra sobreviver fazendo o que ele faz ou ele tem um trampo secundário?

  7. 7 Lucas Patricio 5 novembro, 2007 às 10:27 am

    Bem Rodrigo, pelo que eu sei tanto eu quanto o Prandoni “sobrevivemos” disso. Com dificuldades, é claro. Pelo menos eu ^^ auhauahua

  8. 8 Lucas Comitre Martinez 5 novembro, 2007 às 11:40 am

    AH! Nem vem que em Santos teve show do Teatro Mágico DUAS vezes! Em Poá o prefeito traz Fábio Junior e Bruno e Marrone… BLERGH!><

  9. 9 Lucas Patricio 5 novembro, 2007 às 12:26 pm

    Só que como eu resido oficialmente e Cubatão, aqui já teve até show do Gugu (é, o Liberato!)

    Deprimente. Mas eu quis dizer “isolado” pq aqui quase ngm conhece de games além do gancho “Godi ofi Uar-Uing Elevi-Pray2”

  10. 10 Danilo 5 novembro, 2007 às 1:57 pm

    kkkkkkk
    dahora essa dos treinadores pokemons! me lembrei dos tempos q eu ia joga Card Game la no extra, vivia lotado de mlk jogandu pokemon!! grandes tempos akele!!! hehe

  11. 11 Gustavo Oliveira 5 novembro, 2007 às 10:34 pm

    e eu?
    isolado nos confins da zona sul de São Paulo.

    como dizem os manos “vida loka” e as letras de RAP

    Da ponte pra cá, o baguio endoida.

    Não liguem para essse coment, só quem mora para os lados de cá entende o que quero dizer

  12. 12 Lucas Patricio 5 novembro, 2007 às 11:25 pm

    É, melhor eu tentar não ligar pro coment mesmo ^^’ auhauha

    Inclusive, mto bacana sua (tão comentada por você) matéria na EGM Zine ^^ hehe

    😉

  13. 13 Gustavo Oliveira 6 novembro, 2007 às 8:59 am

    é!
    É que nunca vi nenhuma matéria desse tipo em revistas…

    Como fica? Pobre não joga videogame?

  14. 14 Lucas Patricio 6 novembro, 2007 às 11:54 am

    Verdade Gustavo, você tocou num ponto muito bacana. E as entrevistas também exemplificaram muit bem o tema ^^

  15. 15 Gustavo Hitzschky 6 novembro, 2007 às 12:58 pm

    Já vi esse Pandroni algumas vezes e confesso que não fui muito com a cara não…
    Tirando o fato de ele ser um brother criativo pra caramba (justiça seja feita, os nomes Hadouken e Continue são dele), um mano esforçado que dificilmente é acometido pela preguiça (ao contrário desta toupeira que aqui escreve) e com talento nato para as letars, ele é bem imbecil.
    Estou suspenso do Hadouken porque meus posts são considerados muito babacas, portanto só posso me manifestar aqui nos comentários…obrigado pelo espaço, Luck, pelo menos alguém lá de baixo é legal.


  1. 1 Brasileiro na Capcom? Quase… « GoLuck Trackback em 29 fevereiro, 2008 às 12:30 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




novembro 2007
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

%d blogueiros gostam disto: