Será que “On Tour” valerá mesmo à pena?

por Lucas Patricio

O acessorio eh bacana. Mas sera que não cansa?Ontem foi divulgado nos maiores (e menores) sites e blogs do mundo as primeiras imagens de como será Guitar Hero On Tour, de Nintendo DS.

Como você pode ver nessa imagem aqui ao lado, o acessório fará que você segure o DS na posição vertical, com auxílio de uma “correia”.

Ok, confesso que esse acessório foi bem mais criativo do que eu pensei que seria. Mas será mesmo que jogar no DS valerá à pena? Eu digo isso porque todos sabem que o volume dos autos-falantes do portátil é baixo, e a resolução das cores e a qualidade do áudio também não é das melhores.

Eu sei que dá pra ligar um amplificador, por exemplo, na saída de áudio do portátil, mas aí já perde uma parte do “encanto”. E jogar GH sem 60fps é complicado.

Eu acho muito difícil alguém tirar o título de “melhor game musical de DS” da série Elite Beat Agents, mas é inegável que o único que pode fazer isso é esse Guitar Hero (ou um port de Loco Roco, de PSP!).

Hum…Ta com cara que vai rodar a 30fps…Thats Bad…

Não me interpretem mal, não acho que será chato jogar On Tour, mas o preço do jogo pode acabar ficando mais caro que a experiência oferecida. Afinal, esse acessório não vai de graça, estamos falando de um jogo da Activision, não da SEGA…

Eu fico ainda mais curioso para saber quais possíveis novidades essa versão terá. Eu aposto em minigames, mas isso é muito óbvio. Se ficar apenas no “carrer mode” as vinte músicas vão cansar…

Não foram confirmadas todas as bandas, mas sabe-se que deve rolar Nirvana, OK Go e No Doubt e mais outras 17 músicas, totalizando 20 faixas. Nada mal, vamos esperar para ver se vai ser uma boa opção de compra.

Anúncios

13 comentários sobre “Será que “On Tour” valerá mesmo à pena?

  1. Camilo

    Mesmo sendo fã da série, duvido que eu pegue esse jogo, a não ser que a tracklist seja muito, mas muito boa.
    Mudando de assunto, a EGM desse mês chegou, e suas resenhas estão matando a pau! Das três resenhas nos jogos que vc fez análise, a sua foi a que mais gostei, não pq vc é meu amigo, mas foram as que mais acrescentaram. Espero que o seu chefe na EGM também tenha a mesma opinião! XD

  2. Marcio Bros

    cara…nem eu pensando a minha vida inteira conseguiria chegar a tamanha genialidade rsrs, mas acho que “On Tour” vai ser só para auqela jogadinha esperta nos lugares que nunca pensou em jogar guitar hero antes, (se bem que jogando com um troço desses no shopping ou no ônibus seria bem entranho…) acho que mesmo que não rode nos 60fps pelo video parece sem bem satisfatório, ja na parte audio o repertório deve ser bem variado, para atingir as masas, porque “20” acho que é o numero de musicas que gosto em guitar hero 3, (rock não é o meu favorito heheh) ou seja ser forem 20 musicas (mas acho que deve ser umas 25, para seguir o padrão, 4 misicas e 1 “encore” que já foi revelado que o game terá 5 cenários) bem variadas (com solos animais hehe) acho que ja tah valendo,
    se irá conpensar ou não dependerá do valor do acessório, mas poderá vir por aí, mais um grande hit do portátil de duas telas, que quer dominar o mundo… hehehe

    (\o/\o/\o/ caraca… mais um post gigante…kusooo)

  3. Camilo: A Tracklist realmente será decisiva nesse jogo. Ah, e o preço também 😀 E que bom que vc gostou dos reviews! Ainda que o meu review do DMC4 foi picotado, originalmente era pra ocupar duas páginas (todos os 3 juntos). Mas essas coisas são normais, hehe 😀

    Pablo: UAHuahUAHu a palavra se encaixa muito bem no conceito do acessório. Imagine um “leigo” vendo vc jogar isso balançando a cabeça? Bizarro…

    Marcio: Uhuu, adoro posts gigantes!! ^^ E o grande problema das “20 musicas” é essa: nem todas vão agradar, pois eles sempre escolhem uma lista de músicas eclética, para agradar a todos os gostos. Mas enfim, vamos esperar para ver o que vem por aí…

    Será que eles vão repetir músicas dos irmãos mais velhos? Sweet Child o’mine não seria má idéia…^^

  4. Seria uma boa mesmo rolar um revival de músicas antigas no On Tour. Sweet Child O’Mine tem que estar totalmente, mas ainda sou mais partidário da The Number of the Beast, do Iron!
    😀

    Ow, bem que o On Tour podia imitar o Rock Band e colocar uma música do Bon Jovi.

    Enfim, estou bem curioso para experimentar essa geringonça.

    Quanto à EGM, é muito fácil pro Lucas se destacar lá: o cara escreve bons reviews. Imagino quando colocarem um texto ao lado dos meus fraudulentos. Vão perceber a mula que sou e promoverão o Patrício, ora pois.

  5. Prandoni: Vou relevar seu comentário até o “geringinça”, pois seu surto de humildade não condiz com a realidade XD Tu é um cara como poucos. Mas chega de babação, pq daqui a pouco falam que a gente tem um caso (ops…será que dei dica???) auHAUHuah

    Eu queria um minigame de bateria!! Com duas stylus, já pensou que barato que poderia ser? ^^

  6. Hey, Mario Kart DS roda a 60fps! Por que Guitar Hero não rodaria a 60fps também?
    E foi confirmado que terá 20 músicas mesmo? Os produtores poderiam usar um cartucho de 2 gigabits, como o que usaram em ASH. Assim acho que caberia umas 35 músicas (Elite Beat Agents tem 1 gigabit e tem umas 20 músicas), no mínimo. O problema é que encareceria mais ainda (periférico + cartucho de 2gb) o jogo.

  7. Bom, então deveriam lançar pelo menos uns 2 Guitar Hero’s para o DS que aceitem esse periférico (o segundo GH deveria vir sem o periférico, sendo ele comprado separadamente), para compensar o preço mais caro do primeiro, já que serão “só” 20 músicas =P

  8. Ah, e pode-se usar fones no lugar dos autofalantes do DS (na tela de inicialização do Elite Beat Agents, aparece um aviso recomendando o uso de fones), o que melhora muito a qualidade do som. Não tem porque reclamar do som no DS.

  9. Neutronx:`É bom que o fone tenha fio grande, caso você balance muito o DS na empolgação XD

    Não reclamo do som do DS, mas é algo que deve-se levar em conta quando falamos de um jogo que foi altamente criticado quando teve defeitos de som em versões anteriores. É o atrativo do GH, e tem que ficar bem feito.

  10. Achei bem criativo o acessório, eu tb não tinha pensado em algo assim. Devem rolar uns minigames, no vídeo dá pra ver um momento em que a guitarra está em chamas é o cara assopra, só não dá pra saber ainda o porquê…
    Fico curioso para saber o quanto o acessório aumentará o preço do jogo.

    Huahahuauah Lucas, sua ideia da bateria é bem legal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s