Divagando sobre o Replay…

por Wagner Araújo

play again…No último fim de semana rolou uma discussão muito legal no blog Continue, o Fabio Bracth propôs um bate-papo a respeito da influência dos modos multiplayer (tão presentes nos jogos de hoje) na diversão “total” disponibilizada por determinado jogo. Aproveitando o assunto outros fatores foram levados em consideração por ele e pelos leitores que opinaram por lá, alguns consideraram o modo online como só mais um modo de jogar, outros apontaram o fato de que muitas vezes jogar online não traz progressos reais ao jogo o que deixa em alguns jogadores uma sensação de tempo perdido.

É interessante considerar essa divergência de opiniões a respeito de um fator tão em alta, afinal muitos gamers afirmam que hoje em dia um dos determinantes para a compra de um jogo é justamente o fato dele possuir ou não um modo multiplayer online consistente e esse modo multiplayer acaba contando muitos pontos para um outro fator muito comentado: o replay.

Por quanto tempo é possível jogar o mesmo jogo?

Para essa pergunta existem muitas respostas, talvez uma para cada jogo existente, afinal cada um deles tem seu enredo e um determinado número de horas para ser detonado, do mais longo RPG até o mais frenético adventure, cada um deles uma hora chegará ao fim (exclua da lista os jogos do Atari!), mas este final não necessariamente indicará que você não precisará mais jogá-lo.

Reiniciar um jogo já detonado envolve muitos fatores, alguns deles simplesmente não exibem todo seu conteúdo na primeira vez que você joga, outros habilitam extras que valem a pena conferir e alguns apenas um novo modo de dificuldade. Num momento como esse o modo multiplayer online pode acrescentar um número praticamente infinito de horas a mais de jogo, já que na maioria das vezes eles não têm nenhum vínculo com a história podendo ser aproveitado à exaustão. Levando em consideração esse desapego do enredo principal apresentado pelo modo multiplayer seria correto considerá-lo como parte integrante do replay de um jogo?

Fazendo uma análise mais profunda chegaríamos à conclusão de que o multiplayer online nada mais é do que a mecânica do jogo sendo utilizada da maneira mais simples possível, sem apego com a evolução muita vezes proporcionada por um enredo bem construído, ainda assim muitos jogadores dedicam a maioria de suas horas de jogo digladiando-se pelos inúmeros deathmatchs disponíveis pela rede. É claro que quando digo isso não quero de forma alguma afirmar que jogar um bom deathmatch não seja tão divertido quanto passar daquela fase difícil num jogo qualquer, faço minhas as palavras do já citado Fabio Bracth quando ele narra sua experiência no Team Fortress 2 como vocês devem ter acompanhado no texto que indiquei no início desse post.

200 maneiras de terminar um jogo…

Fallout 3O fato que inspirou essa pequena divagação a respeito do fator replay foi uma nota divulgada no Kotaku: “Fallout 3 terá mais de 200 finais”. Fallout 3 será a nova investida da Bethesda Softworks no ramo dos RPG’s, ele seguirá o mesmo estilo de visão em primeira pessoa como na já conhecida série Elder Scrolls (também da Bethesda), a diferença aqui é que o enredo se passa num ambiente pós-apocalíptico onde mutantes e armas de fogo são constantes, mas o que importa mesmo é a afirmação de Todd Howard, produtor executivo da Bethesda, que fez a afirmação dos “mais de 200 finais” durante o último podcast da Revista Oficial do Xbox nos EUA. Mesmo que isso seja possível será que os jogadores gastariam todas as horas necessárias para ver todos os finais possíveis (ou a maioria deles), você que já passou incontáveis horas trocando tiros na Live e/ou na PSN seria capaz de investir a mesma quantidade de horas desbravando o offline de um único jogo? Seria o advento de inúmeros finais o verdadeiro replay de um jogo? Agora e com vocês…

“Vou reservar meu próximo ano para ver os 200 finais de Fallout 3…”

Anúncios

4 comentários sobre “Divagando sobre o Replay…

  1. 200 finais? PQP!

    Nem de Chrono Trigger, que eu considero o melhor jogo da história da humanidade forever and ever, eu fiz todos os múltipplos finais! E olha que eram “só” 13.

    De qualquer forma, valeu pelo link. =)

  2. É complicado ter uma opinião certa sobre o modo on ou off. Tem jogos que o modo on dá uma continuidade no jogo surpreendente. No meu caso sou um pouco de época. Tem vezes que só jogo off, inclusive estou nela, recentemente terminando meu Orange Box, por partes. Posso dizer que estou degustando o título. Pretendo terminar um por um quero curtir ao máximo os $$ pago nele.

    O modo on line me trouxe amigos e isso conta muito principalmente na hora de escolher qual jogo inserir.

    São dois lados, um ruim e um bom, no meu caso tento dosar ao máximo e não exagerar, mas às vezes confesso que é muito difícil.

    200 finais? Não consigo terminar nem 1 imagine 200! Mas é bacana eu gostei da ideia!

    ————————————————-

    Lucas li que vc não terminou o HALO3, cara se quiser jogar no cooperativo é só me chamar, o meu problema com o Halo é só no modo ON… Eheheheheh.

  3. A discussão no Continue foi muito bacana, e seu gancho aqui melhor ainda, Wagner. Fallout ter 200 finais é algo simplesmente absurdo!

    Esses números absurdos que vemos em jogos hj em dia representam uma coisa: o mercado precisa chamar a atenção dos gamers de alguma forma.

    Acho que o replay é um fator ABSURDAMENTE relevante hj em dia. É só ver criticas de todos os sites/revistas/programas de games por aí para ver como esse fator é importante.

  4. Pablo Raphael

    O fator replay é uma coisa diferente em cada jogo.

    Tem aqueles em que vc joga para fazer placares maiores.
    Tem aqueles que vc joga para chegar ao final (ou finais).
    Tem aqueles que vc quer completar os 100%, fazer todas as sidequests, achar todos os itens colecionaveis…

    E tem aqueles que vc vai jogar de novo e de novo e de novo no multiplayer.

    Acho que, independente da forma que o jogo adota, conseguir manter voce jogando é o grande trunfo de qualquer game.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s