Um pouco mais de Patricio

Por Lucas Patricio

Há um bom tempo eu já estou pensando em escrever esse post sem parecer que estou fazendo autopromoção ou me aparecendo. Mas é que mês que vem vai fazer um ano que eu realizei parte de um dos meus sonhos de criança: escrever numa revista de videogame.

Por mais que às vezes eu cite uma ou outra coisa, eu reparei que eu falo muito pouco sobre meus trabalhos nas revistas e nos demais locais que já ajudei/trabalhei aqui no blog. Tem tanta coisa que eu faço e depois penso: “nossa, poderia compartilhar esses bastidores no blog”, mas acabo decidindo não fazer isso por imaginar que poderia soar meio arrogante.

Mas hoje é dia de eleição e de abrir o coração. Logo após o salto, vou contar alguns motivos que me fazem enxergar essa profissão com tanto entusiasmo e contar como está sendo minha caminhada na área, que pra mim, está começando agora.

Tudo começou no Santa Games

Não sei se todos vocês sabem, mas eu comecei a trabalhar com videogames aos 16 (quase 17) anos, quando mandei um email para um programa de games aqui da Baixada Santista. No email eu falava que o programa era legal, mas que poderia ser mudado um monte de coisas e me propus a ajudar. Na pura inocência. Uma semana depois eu já estava trabalhando para o programa. Função? Respondia emails. Salário? 80 reais.

Acha pouco? Eu achava muito. Mesmo não tendo contato com a produção em si, eu achava demais a idéia de poder trabalhar para um programa de games. Dois meses depois que entrei no Santa Games, em novembro de 2005, ia acontecer a EGS (Eletronic Game Show). Na ocasião, meu chefe perguntou, brincando, se eu gostaria de ir lá fazer reportagem. Levei a brincadeira a sério, e numa “simulação de entrevista”, convenci o cara a me levar, junto com uma repórter, para cobrir o evento.

Imagine eu, que nunca havia segurado em um microfone na vida, entrevistando figuras como Milton Beck (Microsoft), Rafael Gómez (Nintendo, Latamel), Júlio Vieitez (Level Up!) e outros. Por mais nervoso que eu estava, acho que não fui tão mal. É uma pena eu não ter a matéria aqui para mostrar, mas as fotos já dão uma idéia de como foi.

Veio o jornalismo

Depois da EGS eu percebi uma coisa: eu tinha nascido pra aquilo. Aquela correria de evento, aquela adrenalina para escrever o texto, gravar o off…Era aquilo que eu queria fazer. Optei então pelo jornalismo, e entrei na faculdade.

Poder unir jornalismo com um gosto pessoal é algo mágico. E em novembro de 2007, eu conheci um cara que, além de um importante contato profissional, também viria a se tornar um grande amigo: Prandoni.

Nos esbarramos nos blogs e ele descobriu que eu era caiçara como ele. Um dia nos encontramos pra tomar uma coca e destruir uns pivetes nos Pokémon, e aproveitamos para trocar uma idéia. Depois disso o cara conseguiu arrumar um freela pra mim na EGM.

EGM Brasil

Lembro como se fosse hoje: estava jogando The Simpsons para Xbox 360, no Santa Games, e o Prandoni me avisou no MSN que o Farah (editor da EGM Brasil), estava precisando de um review urgente de Call of Duty 4. Perguntou se eu podia fazer.

Haha. Imagina a cara de alegria dessa criança. Escrever um review para a EGM Brasil, e ainda de um dos melhores (se não o melhor) jogos do ano! Gente foi tenso demais. O engraçado foi que desde minha primeira colaboração eu já aprendi como funciona o jornalismo em revista: “ah, o prazo é até hoje as 17h, tudo bem?”

Tudo ÓTIMO. Fiz aquele texto com uma vontade maior que de porco quando quer fugir do abatimento. Caprichei e mandei. Logo depois o Farah me retornou agradecendo pela força e que tinha gostado do texto. Que realização.

De novembro em diante, eu comecei a fazer review mensalmente pra EGM. Todo mês com um sorriso enorme no rosto quando recebia a relação de jogos para revisar. A primeira matéria que fiz, junto com o amigo Pranda, também foi super marcante. Matéria de aniversário da revista, onde entrevistei e conversei com os ilustres Pablo Miyazawa e Renato Viliegas. Logo depois veio um preview do Battlefield e recentemente uma matéria da qual me orgulho muito e gostaria que vocês lessem, se possível: “Jornalismo em Video”, na edição #80 da EGM Brasil.

Nintendo World e os Pokémon

No final de abril, estava fazendo uma matéria na faculdade e o celular tocou. Era o amigo Prandz. Ele me contou que o Orlando (editor da Nintendo World) estava precisando de uma matéria sobre os Pokémon Mystery Dungeon, e disse que tinha me indicado. O mestre sabia que eu curtia os monstrinhos.

Disse que o único problema (já clássico) era o prazo: quatro dias, para uma matéria de DUAS PÁGINAS. OMG! Imaginem o medo de assumir a responsabilidade de escrever sobre um jogo, dando dicas e tudo mais, em DUAS páginas! Pode parecer pouco (e hoje até vejo que é), mas lembre-se que eu estava acostumado a fazer uma média de 750cc por matéria na EGM.

Fiz a matéria, o Orlando gostou e no mês seguinte sugeriu se eu não queria retomar o Planeta Pokémon, uma seção exclusiva sobre os monstrinhos na revista. Claro que aceitei! Passei dias pensando em como poderia formular um padrão bacana para o Planeta Pokémon. Tenho anotado ainda os rascunhos que fiz durante as viagens de ônibus de casa até a faculdade.

O Planeta nasceu e é um dos meus maiores orgulhos profissionais. É muito gratificante você ver algo que você idealizou ser elogiado e reconhecido. É muito bacana MESMO. Todo mês tento dar uma caprichada pra deixar a coisa ainda melhor. Recentemente o Planeta ganhou mais uma página (agora são 5) e um novo visual que ficou fantástico. É quase um filho pra mim.

[BOX] Wii Brasil

O Wii Brasil foi o primeiro site que eu colaborei oficialmente. Eu li um texto do Lef na extinta coluna Loading, no site NGM Online, onde ele falava de um tal site especializado em Nintendo. Na época, ainda era Revo-Brasil.

Me interessei, entrei e mandei email pedindo para ser colaborador. Allan, oOoOoOo Webmaster, aceitou e eu comecei a escrever minha coluna “Are You Luck?” no Wii Brasil. O site cresceu e eu acompanhei de perto, já que fazia parte do staff, as mudanças e o crescimento absurdo do Wii Brasil. Certo dia falei com o Lef sobre o WiiTv, uma idéia que eu tinha de fazer um programa de games na internet. Isso em meados de 2006. Ele gostou, levamos a idéia para o staff e em alguns meses o programa já tinha virado sensação do site.

O programa durou duas temporadas de mais ou menos 15 edições. Abriu muitas portas pra mim. Muita gente me procurou – e ainda procura, devido ao sucesso do programa. Uma pena que tive que parar de fazer, pois gravar, editar e fazer apresentação ocupava um tempo que eu já não tenho mais.

[BOX] GoLuck

Claro que tinha que ter um espaço aqui falando do GoLuck. Vou falar a real: o GoLuck não deveria existir. Ele nasceu de uma idéia completamente aleatória de querer comentar como era trabalhar num programa de games – após me empolgar com o 16-Bit, extinto blog do Fabio Bratch.

Os seis primeiros meses foram marcados por poucos textos e abandono. Mas aí teve um boom de blogs de games e eu me empolguei. Com o tempo chamei o Wagner, um dos grandes responsáveis pelo blog ter um conteúdo diferenciado e diário.

A grande motivação do GoLuck não é ganhar dinheiro nem competir com blog algum. Eu falo para todos os integrantes que escrevem aqui: escrevam quando vocês acharem que devem. O barato é passar sempre algo legal e diferente. Só o Camilo que a gente tem que puxar a orelha de vez em quando😀

Não sei se o GoLuck vai durar muito tempo. Eu quero que dure. Enquanto eu tiver pessoas do meu lado ajudando e com vontade de fazer algo diferenciado, como podcasts, vídeos, coberturas de eventos, idéias malucas etc. Isso é a essência do blog.

Parte do time de GoLuckeiros reunidos na ESWC. Carlinha e Mucioli estão presentes de espirito na foto

Parte do time de GoLuckeiros reunidos na ESWC. Carlinha e Mucioli estão presentes de espírito na foto


Resumindo

Falei pra caramba, né? A motivação de tudo isso eu posso explicar nessa semana. Mas ainda não é a hora. Quem leu deve saber um pouco mais aí dessa minha caminhada na profissão. Tenho total e plena consciência que isso tudo não é NADA. É apenas um “pré-começo”.  Eu acho que toda essa pequena experiência que eu adquiri nesses três anos, serviu para me deixar confiante de encarar de cabeça os desafios que vão vir por aí. Me espelho no pessoal que já faz isso há muitos anos para conseguir tirar motivação e traçar objetivos.

Quero deixar meu agradecimento também às pessoas que me ajudaram a conseguir espaços e oportunidades. Ia citar nomes, mas ia causar muitas injustiças ao esquecer alguns. Mas você que está lendo, provavelmente é uma dessas pessoas. Obrigado pela força e continuem comigo.

Torçam por mim. To indo de cabeça!

Todas as revistas que ja colaborei nesse ano de trabalho. Eu quero muito mais!! ^^

24 Responses to “Um pouco mais de Patricio”


  1. 1 Cindy Dalfovo "Miwi" 5 outubro, 2008 às 4:07 pm

    Ainda não li tudo, mas acho que posts sobre “bastidores” são sempre beeem legais, você deveria fazer posts assim quando tivesse algo legal para falar
    Estou sem tempo agora, depois leio o post todo com calma xD

  2. 2 Mucioli 5 outubro, 2008 às 4:20 pm

    Doutor Patrício, é por isso que digo sem qualquer parcimônia que admiro Vsa. Senhoria, e acredito que mais do que merece as coisas que conquista.

    Sabes que admiro vosso trabalho e acho que vais longe. O resto já disse em particular.

    E apesar de estar ausente nos últimos dias, reitero que é uma honra fazer parte dessa distinta família.

  3. 3 Rafael Lemos 5 outubro, 2008 às 6:38 pm

    Que bonito, parabéns Lucas.

  4. 4 Marcos Diniz 5 outubro, 2008 às 8:25 pm

    Boa Luck! Quase um Review sobre sua carreira e o melhor, sem exaltação, coisa que muitos não conseguiriam fazer.

    Conheço você a quase um ano, lembro que nossa primeira conversa foi no Gamer.Br sobre a extinção das Revistas. Desde lá venho assistindo seu crescimento profissional, no qual você sabe que torço muito e aprendendo muitas coisas aqui no GoLuck. Levando o aprendizado o aprendizado no minha rotina de trabalho e porque não para meu projeto paralelo; o neodiniz.com.br. (Aprendi a fazer jabá! rs)

    Graças a você conheci pessoas muito legais como o mestre Pranda, Wagner, Camilo, Pablo Raphael, Carlinha além de vários frequentadores deste blog.

    Você está no caminho certo e para concluir, acho que seu sucesso deve-se a dois fatores. Primeiro; competência e segundo; humildade, coisa meio raro hoje em dia.

    Parabéns e que venham mil reviews, matérias, revistas, capacidade acho que todos que freqüentam o GOLUCK sabe que você tem.

    Até mais.

  5. 5 Mauri Link 5 outubro, 2008 às 10:22 pm

    Parabéns Lucas! Você tem meu carinho, admiração e respeito. Como eu já disse certa vez, não é uma questão de Luck, é Garra!

  6. 6 Andre 5 outubro, 2008 às 10:39 pm

    Sou novo na “blogosfera” mas já acompanhava há algum tempo o trabalho aqui no GoLuck.
    Parabéns não só pelo blog mas pelo trabalho como um todo! Sucesso!

  7. 7 Wagner - The Old_revenanT 5 outubro, 2008 às 11:27 pm

    Que resumo legal Lucas! Fiquei muito contente com a noticia (que não posso comentar ainda) e espero que assim que tudo estiver confirmado vc compartilhe com os leitores tb.

    Fico feliz em poder colaborar com o blog, é muito divertido quando colocamos em pratica nossas ideias sem sentido! Continue firme em sua caminhada e saiba que tem todo o meu apoio.

  8. 8 Thiago 6 outubro, 2008 às 3:19 am

    Parabéns cara, sua história é bem bacana e tem muito haver com a minha mas em ramos de atuação diferentes, na minha visão vc é um dos poucos jornalistas de games que estão bem antenados com o futuro do jornalismo de games, que continuará sendo feito por jornalistas, mas com maior participação dos gamers, 100% ligado a comunidades e portais especializados tornando a revista/públicação/programa um guia de conteúdo, pois a informação já esta toda aqui na Web, porém o Jornalista saberá qualifica-la corretamente para que os leitores sejam guiados de uma forma mais fácil.

    E vc dos caras que trabalham na midia especializada é um dos que soube mais investir de forma correta na Web, falo isto por que acompanho todos os outros blogs/podcasts de games e o de vcs é de longe o mais antenado nas novidades, vide os videos que vcs andam colocando aqui, vcs (digo isso de todos) tem muito a melhorar e a continuar colaborando para a Indústria de games.

    Abraços e continuem assim sem perder o humor e a humildade!

    Thiago

  9. 9 Danilooo 6 outubro, 2008 às 9:55 am

    eaeeew
    parabens lucas, Nintendo World e EGM são otimas revistas.
    Nota-se que vc ta crescendo cada vez mais na profissão, bacana
    boa sorte aew pra sua carreira😉
    forte abraço

  10. 10 Marcos 6 outubro, 2008 às 10:10 am

    Parabéns, Lucas, posso até não escrever muito por aqui, mas estou sempre lendo o Blog, ouvindo os Pods e dando uma conferida em algumas matérias que saem nas revistas!

    Boa sorte na sua jornada profissional e muito sucesso!

  11. 12 Tiago Cabral 6 outubro, 2008 às 11:44 am

    Grande Lucas, cara frequento diversos blogs e sites de games todos os dias, sou um aficionado por games e gosto sempre de me manter atualizado. Mas é aqui no Go Luck que eu dou mais risada (apesar do MF do Finalboss ser bem hilário as vezes!!) seu goluckast, posts e os blogueiros que fazem parte desse blog são muito legais e os posts também são bem bacanas. Acompanho o Goluck faz tempo, e realmente depois da entrada do Wagner, esse blog decolou, logo depois vieram Diniz (engraçadissimo), camilo, Carlinha, etc… e melhoraram ainda mais o que já era bom.
    Achei muito bacana a sua história, isso mostra que para quem tem um sonho, nada é impossivel e é exemplo pra muita gente. Só cuidado para não ir parar no Faustão com o “Arquivo Confidencial” oooooooooo loco meu!!!rs..
    abçs

  12. 13 Bruno Julião 6 outubro, 2008 às 12:22 pm

    Graaaaaaaaaaaande Lucas!
    As palavras faltam nesse momento, pois se têm algo bonito de se ver é alguém alcançar seus sonhos! Continue seguindo com a cabeça erguida na altura certa, pois vc não olha as pessoas nem por cima (sendo esnobe) nem por baixo (se rebaixando), mas sim olha de igual pra igual…

    Todos sabemos que ser humilde apenas não é garantia de sucesso, ou ainda ter talento… Mas quando humildade, talento e uma pitada de sorte se encontram… Aí meu caro, é sucesso na certa!😀

    Note, tudo isso é mais do que merecido! Todos q têm o prazer de te conhecer sabem disso e continuam na torcida por vc😀

  13. 14 Gustavo Oliveira 6 outubro, 2008 às 1:29 pm

    COMO É QUE É?

    “Não sei se o GoLuck vai durar muito tempo.”

    Ora senhor Patrício, tome vergonha nessa sua cara magra.

    Se vossa excelência acabar com o Goluck até o dia de vossa morte (é, um dia vem) eu mesmo vou até aí para dar-lhe uma surra para deixar você 5 dias na UTI.

    Tenho dó do senhor se meus filhos não lerem o Goluck

    E tenho dito.

    Que disparate.

  14. 15 Cesar "Leropold" 6 outubro, 2008 às 2:03 pm

    Grande Lucas, parabéns pela sua jornada de sucesso afinal todos (ou pelo menos a maioria que lê este Blog), sempre quis participar ou trabalhar em revistas de games, trabalhar com pessoas ilustres do mundo Gamer (Fabão, Pablo Miyazawa, Prandoni, Orlando Ortiz), eu me orgulho de ser seu amigo e só tenho a agradecer, Obrigado.

  15. 16 Eduardo 6 outubro, 2008 às 6:28 pm

    Daqui a 4 anos não percam: “Lucas do GoLuck para Vereador”!!

    😄

  16. 17 Pedro Ivo 6 outubro, 2008 às 6:55 pm

    Eu sou um dos que lê o blog e comenta pouco, mas tinha que comentar esse post. Ficou muito bom! E meu sonho também é ser jornalista de games;D

  17. 18 Pablo Raphael 6 outubro, 2008 às 7:21 pm

    Esse cara tem quilometragem. Sempre em frente, Luck!!!

  18. 19 Rafael Lemos 6 outubro, 2008 às 9:49 pm

    “ADOTE UM MEGAMAN”

    Fully agreed

  19. 20 carol-jp 6 outubro, 2008 às 11:23 pm

    Bem legal esse tipo de post Patrício.
    Interessante saber da sua jornada que tende cada vez mais para o sucesso.

    Imagina que eu fui perceber que era você tava escrevendo o Planeta Pokemon há umas três edições atrás, eu dei um grito quando vi, “Olha é o Lucas do Goluck!” hehehe, não tinha(agora tenho) o costume de reparar nos autores das matérias. Realmente ficou fantástico o novo visual😀

    Parabéns pelo trabalho, sucesso sempre!
    Falando em trilhar a carreira…

    “É um novo mundo de aventuras
    E o perigo é bem maior
    É uma nova jornada com novas emoções…”

    Pokemon também é filosifia de vida \o/

  20. 21 Paulo Moreira 7 outubro, 2008 às 1:02 pm

    Parabéns pelo post! Na verdade, é bem nostálgico, pois acompanho virtualmente sua caminhada desde o início, quando você começou no Santa Games. Fiquei surpreso quando ouvi sua voz na locução de um review há algumas semanas no Santa Games… Até pensei que você tivesse voltado de vez para o programa… Infelizmente, não foi assim, mas eu sei que você deve estar entupido de tarefas e, por isso, não tem tempo para fazer outras coisas que sempre curtiu fazer, mas é o que eu digo: “Uma pessoa que quer conquistar seu espaço, deve sempre evoluir e nunca estacionar” e é o que você está fazendo…

    Parabéns à toda equipe e que façam muito, mas MUUUIIIITTTOOOOO mais sucesso! Vocês merecem!

  21. 22 Khronny 7 outubro, 2008 às 5:12 pm

    Que inveja, deve ser muito foda trabalhar com isso! Mais jornalismo é meio coisa de louco eauhaeuhaeuea eu não sei se aguentaria o rítimo (olha quem fala, o cara que faz Direito! euheauhauehueaae)
    É engrassado, essa matéria me lembrou meus pais falando que a gente tem que fazer o que gosta, mais eu fico imaginando a cara deles se eu falasse que ia viver de videogame! eauheauheauheauae quando eu ainda tinha minha banda e o sonho de viver de música eu tinha que engolir toda hora eles falando que isso não passava de um hobbie enquanto me esforçava pra levar aquilo o mais a sério possível, tá certo que no fim eu desisti por vontade própria, mais não ia ter o apoio dele se precisasse largar a faculdade por causa disso. Por isso você merece muito mais os parabéns, não só pelo excelente trabalho e pelas ótimas conquistas mais também por ter coragem de ir contra o senso comum e fazer do que seria apenas um hobbie para a maioria das pessoas uma profissão! Parabéns! ^^

  22. 23 Rafael Arbulu 27 novembro, 2009 às 5:24 pm

    Trabalhei com o Luck por uns bons meses, e devo dizer: nunca vi um cara com tanto gás. Uma que vir do litoral pra sampa – de segunda a sexta – pra trabalhar na rotina conturbada de um jornalista já é admirável por si.

    Mas também gosto do cara porque ele é um dos poucos que conheço que dá sugestões e critica suas discordâncias, sempre visando melhorar aquilo em que se envolve. Já vi muito profissional da área com muito mais tempo de estrada do que o Luck ou eu ficar acostumado, o que muita gente não sabe que é um erro terrível: gente assim não opina, só faz o que mandam fazer, não mostra nada de novo e raramente se preocupa em agregar alguma coisa interessante.

    Ver esse cara nos fechamentos, revisando aqueles textos era sensacional. Tenho orgulho de dizer que trabalhamos juntos. Ele é um dos que mais respeito hoje. Parabéns, Luck!


  1. 1 Um desempregado a menos; um feliz a mais « GoLuck Trackback em 8 outubro, 2008 às 9:59 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




outubro 2008
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

%d blogueiros gostam disto: