[+Leitor] Respeitem os jornalistas

por Rafael Arbulu*

kaneandlynchdeadmen780112801024_2

Foram quase meio milhão de acessos em uma única matéria, além de ocupar o primeiro slide em MSN.com.br. De que falo eu? Falo, caríssimos, do review de FIFA 2009 que nosso amigo Lucas “Luck” Patrício fez para o MSN Jogos, site que na ocasião era editado por esse que vos fala. Dentre tantos acessos, era de se esperar que houvessem diversos comentários: mais de 400, para ser exato.

Mas como já não era de se surpreender, a mãe de nosso GoLuck! Man sofreu algumas ofensas escabrosas, e eu no papel de editor do site e ter sido eu aquele que pautou nosso camarada para ingrata empreitada, me senti na obrigação de defender a honra não só dele, mas da Dona Patrício (vocês entenderam, né?) também.
Um dos meus argumentos intentava justamente rebater palavrórios do tipo “Esse LP éum idiota! Não manja nada de games! Tá na cara que a matéria foi comprada! Onde já se viu FIFA ser melhor que ‘Uiningue Elévem’?”. E eu explico os argumentos.


a) A matéria não era comprada
E nem tinha como! Não teríamos pequenos percalços financeiros se cada nota alta e cada elemento de comparação fosse resultado da moeda de grandes produtoras. Não, nem a EA Brasil, nem a gringa, nem mesmo JOHN RICCITIELLO (CEO da Electronic Arts ginga) deram algum jabá para nós. Isso já basta e corta o assunto por aqui.

b) Ele não manja nada de games
Manja sim, e não só ele como todos nós! Escrevemos na EGM Brasil, na Nintendo World, e na PC Magazine (no meu caso, onde sou editor). São publicações gabaritadas, inteligentes, e dignas de respeito pelo poder que seus nomes possuem. Para qualquer um entrar nessas revistas e sites, digamos que um “qualquer” a mais não basta!

c) Onde já se viu FIFA ser melhor que Winning Eleven?
Por que? Só porque nos anos anteriores FIFa comia grama enquanto PES lustrava a chuteira de ouro? Sim, PES era melhor, e enterrava qualquer tentativa da franquia da EA de mudar essa realidade. Entretanto, esse ano foi diferente. BIG FUCKING DEAL! E daí? Você vai deixar de jogar PES se FIFA ganhou o duelo? Cresça e vai transar!

Posso parecer um tanto mal-educado aqui, mas Lucas deu argumentos fortes quanto à vitória de FIFA. Argumentos esses que não precisam de seu crédito. Não gostou do que ele escreveu? Pena. Gostou? Bom, muito bom. Brasileiro tem a mentalidade do terrorista, penso eu com meus botões. Calma, eu explico: um amigo meu certa vez rotulou essas pessoas como “Fã Xiita”, ou seja, pessoas que são tão vidradas em um produto que se recusam a enxergar a realidade quando esta denigre a imagem de sua adoração. Exemplo: o André Forastieri (para Luck e eu, ele é conhecido como “Forasta” ou então “Chefão”) fez a crítica do filme mais recente do Indiana Jones. Falou mal da película e chegou a receber ameaças de morte via comentário (Nota: o filme é horrível). Lucas não chegou em tais extremos, mas as ofensas sofridas são igualmente preocupantes.
Digo isso pelo simples motivo de que brasileiro, hoje, não tem o mínimo de noção contextual. Não sabe analisar o porque daquele texto ter sido escrito dessa ou daquela forma. Um review / análise não pode ser 100% imparcial, pois o que se espera de um material crítico é o ponto de vista doredator. É algo tão óbvio que muitos sequer enxergam. Você espera que uma análise diga se um produto é bom e recomendável ou ruim de não se passar perto. Se essa questão lhe for respondida, então o texto que você acabou de ler já é opinativo.
Marquem na cabeça uma coisa: REVIEW, ANÁLISE, CRÍTICA…o que vocês quiserem, não é um guia – é uma referência. FIFA se saiu melhor em 2009 quando comparado à PES. Você vai deixar de jogar um ou outro por causa disso? Desculpa, mas se for o caso, você é indigno de ser rotulado como “fã”. Façam aos olhos de todos os leitores desse Brasil mal-letrado, sim? Utilizem os espaços de comentários para coisas construtivas, por exemplo…mostrar errinhos gramaticais que o editor não viu…ou mesmo rebater o texto, mas com argumentos sólidos, mas acima de tudo, respeito. É tudo o que se pede em um país com pais que jogam filhas pela janela e assassinos que esquartejam crianças e largam seus restos na pia batismal de uma igreja do interior. Respeitem-nos, todos!

*Rafael Arbulu escreve nas revistas EGM Brasil e Nintendo World e atualmente é editor do site da PC Magazine

28 Responses to “[+Leitor] Respeitem os jornalistas”


  1. 1 silvaccc 24 novembro, 2008 às 3:36 pm

    Boa Rafael!!!

    Não cheguei a acompanhar esse imbroglio da resenha sobre FIFA 09, mas isso que aconteceu é realmente de deixar puto. É incrível como os brasileiros se fixam em tal produto (seja ele um jogo, um filme, etc..) de tal forma que não aceitam nenhuma crítica negativa ao seu “objeto de adoração”. E essa briga FIFA X Winning Eleven é um exemplo claro disso. Eu mesmo, que sempre gostei mais de FIFA, quase era escurraçado da discussão quando tentava argumentar sobre eu gostar mais de FIFA do que de Winning Eleven…

  2. 2 Cesar "Leropolds" 24 novembro, 2008 às 3:51 pm

    As vezes tenho vergonha de ser brasileiro (não só por isso, pelos politicos também), brasileiro é típico de que:
    – tem que sair ganhando(pirataria) ;
    – adora se auto-valorizar, não reconhecendo o outro (desmerecendo o trabalho do camarada Lucas) ;
    – adora baixaria (essa não preciso nem comentar);
    – tudo acaba em pizza ( o congresso que o diga);
    Mas sou brasileiro e não desisto nunca ( pelo menos esta se salva);
    Um Abraço🙂

  3. 3 Rafael Arbulu 24 novembro, 2008 às 3:59 pm

    silvaccc

    Realmente, esse tipo de tratativa me deixa muito chateado. Claro que existem exceções (ainda bem que meus casos de desavençaa em relação a outros jornalistas não são públicos, senão já tinha levado um processo), mas que moral uma pessoa tem para exigir respeito pela sua opinião, se ela não sabe enxergar seus limites ao comentar o pensamento dos outros, não é?
    Já levei ofensas diversas, mas isso é relativo quando não há argumentação: você simplesmente passa por cima. Agora o que não pode é alguém levar em conta seu “Modo CAXIAS-Gamer: ON” e se recusar a enxergar a realidade, e mais ainda, o respeito pelo qual todos lutamos para obter.
    Infelizmente, esse “terrorismo de fãs” não terá fim tão cedo, pois brasileiro se apega tanto a determinadas coisas que tudo o que for diferente representa uma ameaça, e isso é algo horrível de se conviver.
    Já vi vários casos: FIFA x Winning Eleven; Metal Gear x Splinter Cell…e todos eles sempre geram briga. Gostaria muito que fosse diferente, pois às vezes acabo pensando que nosso desmerecimento em relação ao mercado gamer mundial não é à toa.
    Não digo que fanatismo é ruim para essa ou aquela franquia, mas verdade seja dita: é muito mais gostoso você amar uma série de qualquer mídia e provar com forte argumentação porque VOCÊ A ACHA MELHOR, o que não quer dizer que seja, do que engajar discussões idiotas que sempre levam ao caminho errado.
    Situação hipotética: o que aconteceria se a análise do Lucas fosse feita ao vivo? Certamente a violência seria a menor das surpresas.

  4. 4 Uehara 24 novembro, 2008 às 4:25 pm

    É, belo manifesto, concordo com tudo, e vou mais além. O pessoal que xinga em comentários não são fãs, e sim fanboys alucinados. A maioria mal atingiu a adolescência e não tem maturidade, não tem nada pra fazer e se dedica a “venerar” qualquer coisa que atenda seus gostos duvidosos.

    Eu odeio (sim, ODEIO) gente que venera, idolatra e ama de paixão qualquer coisa que não faça parte de sua religião ou que não seja alguém muito especial, a ponto de tornarem-se fanáticos. Inclui aí torcidas de futebol e fanboys de todas as espécies, de gamers a pagodeiros, de otakus a headbangers.

    Acima de tudo, odeio fanatismo. Pra que defender tanto qualquer coisa que você idolatre? Aposto que ninguém da EA/Konami não moveria nem um músculo caso esses fanboys precisassem de qualquer tipo de ajuda.

    E PES deixou o “Evolution” de lado. É a mesma coisa desde a época do PSOne.

  5. 5 Bruno Julião 24 novembro, 2008 às 4:42 pm

    Rafael… Aplaudo de pé as suas palavras… Mesmo estando envolvido diretamente numa das maiores baixarias de leitores no GoLuck huuhauhauha O que eu penso como mundo e comportamento é algo diferente do que tenho visto por aí, eu idealizo as pessoas sabendo opinar sobre um review ou análise! Argumentos como “vc não entende nada” não colam! Esses são artifícios usados quando os argumentos se foram… Saber perder é algo que muito raro de se achar no mundo de hoje… É triste porque muitas vezes nos vemos (bloggers) tendo que apelar para um ambiente controlado (com usuários e senhas) para tentar conter esses ataques infantis e descabidos, afinal de contas ninguém é obrigado a concordar com as idéias e ideais de outras pessoas, mas somos todos obrigados a respeitar! Sim, porque todos queremos ser respeitados e isso só é possível quando respeitamos as opiniões alheias…

    Continue assim Luck! Até pq vc é jornalista e como ser humano o que não te mata te fortalece!

  6. 6 Didier 24 novembro, 2008 às 4:49 pm

    É mesmo eu me lembro desse post do MSNjogos.
    Na epoca eu nem ligava para games de fut mas como era FIFA dei uma olhada na hora que eu olhei o comentario ja eram 120 comentarios xingando o Lucas.
    Mas como sou fã de veia do PS3 e de Metal Gear Solid eu mesmo sendo errado ja entrei em brigas(nao porrada so xingamento) com colegas meus discutindo sobre games.Mas vc esta certo foi uma sacanagem.

  7. 7 Rafael Arbulu 24 novembro, 2008 às 4:49 pm

    Bruno,

    acompanhei a baixaria e estou do seu lado. Enough said!

    Quanto aos outros leitores, essa foi uma simples desabafada contra algo que achei completamente inútil. Me regozijo ao ver que isso deu acessos astronômicos ao ex-meu site, além de fazer fama ao nosso amigo Luck. Mas de positivismo, só mesmo esses pormenores.
    Fico desapontado em ver que o Brasil tem um puta potencial, não só gamer, mas para toda a mídia, e acaba sendo denegrido por causa desses malefícios humanos que acham-se os maiores conhecedores do universo.
    Teve gente dizendo que “se trabalhasse no MSN Jogos”…pois não trabalha! E não sem motivo: respeito o trabalho do Lucas. Se não fosse o caso, jamais o pautaria.
    Agradecemos todos os dias aos céus por sabermos que existem, sim, pessoas que tenham um nível de capacidade maior, que podem discutir com você amigavelmente, sem simplesmente meter o pau em tudo o que lêem e não oferecem o mínimo de argumentação.
    Tomara que esse quadro mude, mas fã xiita assim sempre acaba aparecendo cedo ou tarde. Exemplo citado no artigo: um dos comentários que li contra o meu chefe foi “Forasta, você vai morrer. Só te digo isso”. Pra quê? O que você vai ganhar defendendo uma mídia que acabou tendo um percalço? Grande coisa!

  8. 8 t3chm4n 24 novembro, 2008 às 5:00 pm

    Falou e disse! Grande texto.

    Não gosto nenhum pouco de fanboys. Pessoas que deixam de jogar um jogo ótimo só porque não é da franquia que ele ama incondicionalmente não merece sequer ter espaço para opinar.

  9. 9 Bruno Julião 24 novembro, 2008 às 5:12 pm

    Sabe o que é mais engraça Rafael? Eu, no início, achei que a crítica estava sendo má com o filme (ainda não o vi), mas depois que vi o South Park comecei a enxergar um outro lado, um possível motivo obscuro para terem feito o filme (grana) e desde então mudei a minha opinião, pois vi que muitos fãs (não sou grande fã de Indy, mas vi todos os filmes – Viva Sessão da Tarde hahaha) estavam chateados com o resultado do filme… O que quero com esse exemplo é citar que por muitas vezes somos preconceituosos dependendo de onde vêm a opinião, pois sem ter visto o filme eu achei que o pessoal estava pegando pesado e depois vendo South Park e rindo horrores eu fiquei pensando “porque curti essa crítica tão dura do South Park e fiquei achando que os jornalistas brasileiros estavam exagerando?” a resposta foi imediata, eu mesmo estava vitimando os posts que li de preconceito… Caí no conto do enlatado americano hahahaha Mas é isso, acho importante o seu texto porque muitas vezes as pessoas que conhecem o Lucas, acham que ele é jovem demais, ou por ter um blog é amador demais, essas pessoas acabam sendo preconceituosas com o que o Lucas pensa ou escreve! Ele é um cara muito exposto e isso acaba chamando a atenção de alguns baderneiros que querem apenas xingar alguém…
    Ainda bem que no mundo editorial vocês são desprovidos (a maioria dos que conheço) desses preconceitos que os leitores muitas vezes possuem…
    Torço muito pelo crescimento profissional do Lucas pois conheço um pouco o trabalho dele, sei que é um sonho dele essa área e principalmente, ele é guerreiro e corre atrás e faz por merecer cada oportunidade!
    Agora deixando de lado a puxada de saco no Lucas, foi também legal você explicar pra galera que os textos com os títulos citados não podem deixar de serem tendenciosos pois servem de base para milhares de leitores fazerem suas escolhas e evitar desperdiçar grana com jogos que ficaram longe de um padrão aceitável😀

  10. 10 Rebeca 24 novembro, 2008 às 5:32 pm

    Que texto perfeito, Rafael! Concordo totalmente!
    Faz pouco tempo que comecei a “freqüentar” blogs sobre videogame (apesar da minha paixão por games ser antiga) e tenho reparado nesse fato. Gente que comenta de maneira desrespeitosa, até ofende, só porque o autor do texto “falou mal” de seu jogo favorito. Esse povo anda esquecendo (ou não sabe mesmo) o que significa análise crítica. Por mais que gostemos de algum jogo, ele terá qualidades e defeitos, como tudo na vida. E o papel do redator que está escrevendo um review é mostrar ao leitor os pontos fortes e fracos, independente de o próprio gostar ou não do game. Mas as pessoas querem impor que tal game ou tal console é melhor que os outros, só porque elas gostam, e compram uma briga besta. Qual o problema se uns são fãs de Fifa e outros de Winning Eleven? Credo, o mundo seria extremamente sem graça se todas as pessoas fossem iguais e tivessem os mesmos gostos. ¬¬º

  11. 11 Didier 24 novembro, 2008 às 7:00 pm

    É concordo com a Rebeca cada um com sua opiniao cada Gamer tem suas preferencias de games eu mesmo sou viciado em games de tiro mas meus melhores amigos preferm games de corrida e de fut.

  12. 12 hikkari 24 novembro, 2008 às 8:07 pm

    Pô, ótimo texto mesmo. Essa coisa de fanboys sempre conseguiu estragar a reputação de quem se denomina “Gamer”. A maioria das pessoas simplesmente não consegue apresentar um argumento com algum tipo de fundamento, e simplesmente tem que ficar escrevendo milhares de comentários com xingamentos. Decepcionante.

  13. 13 Rafael Arbulu 24 novembro, 2008 às 9:34 pm

    Argumentação é um dom para poucos, infelizmente. O lado positivo disso? É um dom que pode ser treinado. Leia, se informe, adquira o conhecimento necessário, e saiba enxergar a realidade: a Konami é uma ótima perdedora nesse caso, pois sabe que, literalmente, pisou na bola ao produzir um jogo “mais-do-mesmo para consoles next-gen”, enquanto FIFA procurou se reinventar inúmeras vezes até acertar um gol.
    Trocadilhos infames à parte, o que quero dizer é: saiba usar da sabedoria ao querer disctutir. Tenha o mínimo de bom-senso e lembre-se que o autor do texto é uma pessoa, que se ofende e fica puta da vida assim como você. Não somos máquinas. Apenas ficamos acordados tempo suficiente para carregar muitas baterias, mas isso é mal da profissão. Agora partir para o desprezo de quem passa informação embasada e criativa é demais.

  14. 14 lslima 24 novembro, 2008 às 10:09 pm

    Olá colegas,

    Eu reagi negativamente ao texto do Lucas. Não por não poder conceber que o reinado de wingelevi tinha chegado ao fim! Matem o mensageiro! huahuahua… Agora, sério. O texto dizia que o fifa tinha ganhado a batalha, mas não mostrava as armas do adversário. Que me importa que winnning eleven não teve evolução, se o jogo era melhor? E notem que não estou falando que winning eleven é melhor. Não ou gabaritado para isso, fazem anos que não jogo qualquer coisa do gênero, mas o Lucas encheu a boca para falar da falta de capacidade da Konami. Isto me pareceu um grandessíssimo exagero, algo muito desproporcional.Como pode-se falar em falta de capacidade de uma empresa que a EA vem perseguindo há anos? Não é apenas uma questão de visão histórica, mas de respeito ao trabalho alheio, algo que todos devemos buscar, justamente para não caírmos nesta situação extremamente desegradável de ter que tapar as orelhas da senhora mãe do Lucas. Deixo aqui registrado meu apreço pelo trabalho do Lucas, que acompanho há algum tempo, mas no qual percebo sim limitações, o que é natural e nem um pouco embaraçoso. Do mesmo jeito que os jornalistas merecem respeito, os designers também merecem uma avaliação justa. E por mais que o veredito do Lucas tenha sido correto, o texto não era justo. Temos que aprender com nossos erros. Espero que da próxima vez as reações não sejam tão agressivas.

  15. 15 lslima 24 novembro, 2008 às 10:24 pm

    Uma pergunta para o autor do texto: Tenho que respeitá-lo mesmo notando um forte viés preconceituoso no seu texto, e que esta é provavelmente sua postura? Espero que não me leve a mal, mas não acredito que o conteúdo agressivo esbanjado no final do texto trouxe qualquer benefício à questão. Meu caro Rafael, brasileiro nasce no Brasil, mas idiotas, ególatras e ignorantes nascem em qualquer lugar do mundo.

  16. 16 Marcos Diniz 25 novembro, 2008 às 7:19 am

    Por isso eu sempre friso a Frase; O país do Wining Eleven! Concordo com tudo que o grande Arbulu disse e inclusive já fui ofendido em uma loja na Santa Efigênia por causa do jogo da Konami.

    É um absurdo isso que ocorre, é mais ou menos essa coisa de PS3 e 360, qual é o melhor….

    Deprimente…

    Todos sabem que o 360 é muito melhor!

    Ahahahahahah Brincadeira!

    Se papai noel trouxer um Ps3 pra EU. Não reclamaria não.

    Oooo inveja….rs

  17. 17 Pablo Raphael 25 novembro, 2008 às 9:54 am

    Fanatismo não leva a nada. Se o sujeito não concorda com a opinião do analista, vá lá jogar o seu outro jogo e ser feliz. Ou nas palavras do Arbulu, “cresça e vai transar” – se bem que isso pode ser pedir demais.

    Ótimo texto, Arbulu!

  18. 18 Wesley Pires 25 novembro, 2008 às 10:55 am

    Os fanboys atacam novamente.
    Não é de hoje que essa gente infesta os fóruns e sites defendendo seu ponto de vista, sem olhar para os lados, e ver o que o ameaça, ou não. Esse texto é valido, principalmente ao saber que tem gente que se prende ao fato de que uma parte que joga video-game joga jogos de futebol. E quase todos dessa parte que eu falei se prende a um jogo, e deprecia o outro. Pra tu ver que tem preconceito até no mundo dos games. Assim como a Rebeca, comecei recentemente a postar minhas opiniões a respeito dos games há pouco tempo, sendo atualmente o relações publicas do site NowLoading, e vejo que até nesse universo gamer, diversidades existem. O entendimento desse fato é que não é bem assimilado por todos, isso é uma pena.
    O texto é fantastico, falou muito bem. Vamos ver se daqui em diante o pessoal respeita quem faz colunas com muito esforço, para ter material bom a ser mostrado e lido.

  19. 19 man_overb0ard 25 novembro, 2008 às 12:00 pm

    o texto do lucas é brilhante.
    verdade nua e crua.
    a KONAMI não deu as caras na nova geração.
    Os PES2007, 2008 e 2009 são dignos da lixeira, e mais nada.
    Sempre fui fanboy de WE, até joguei bastante o 2007, mas depois não deu mais. Até minha mão viu que estava uma bosta.
    a única coisa boa que o PES2007 me trouxe, foi ter comprado o video-game justamente por não ter paciencia de esperar 1 ano até o lançamento para ps3. Em dois meses, não queria saber do jogo e sim do X360. Valeu KONAMI! Vai trabalhar, e tirem o estagiário da programação do ONLINE! Por favor! Está estilo PS2, ainda!!!

  20. 20 Gustavo Oliveira 25 novembro, 2008 às 2:32 pm

    ‘Cresça e vai transar!”

    Essa frase foi foda.

    @Islima

    Discordar do Luck é uma coisa. Agora xingar e ameaçar é outra.
    Seu texto está bem escrito e não há nenhuma ofensa integra.

    Eu já discordei do Luck aqui.
    Ela já discordou de mim lá no meu blog.

    E ainda assim tá tudo em cima. Discordar faz parte. Xingar, não.
    Acho que foi isso que o Rafael quis dizer.

  21. 21 Eder 25 novembro, 2008 às 6:09 pm

    Bom post.

    Quem não gostou do texto (do Luck), pode criticar, claro, mas, como disseram nos comentários daqui, tenha argumentos para isso.

    Não vou comentar sobre a ignorância do brasileiro, pois além de toda generalização ser burra, isso dá margem para discussões longuíssimas.

    Definitivamente, esta versão do Fifa está melhor.
    Winning Eleven sempre foi melhor, fato. Mas a Konami acomodou-se com essa soberania.

    Lembro que, em 2007, em uma reunião comercial com o pessoal de MKT e vendas da EA (Brasil), um dos gerentes presentes disse abertamente: “Hoje, o W11 é o melhor game de futebol. A EA está estudando para mudar isso”.

    Parabéns pelo post.
    E, também, gostei dos comentários do pessoal.

  22. 22 lslima 26 novembro, 2008 às 9:14 am

    Oi Gustavo, até entendi o ponto que o Rafael quis dizer, mas o fez reproduzindo os mecanismos ofensivos que os outros usuários utilizaram para fuzilar o Lucas. O debate é sempre benéfico, desde que feito com respeito…

  23. 23 Caio Corraini 26 novembro, 2008 às 1:05 pm

    Sou estudante de jornalismo, mas prefiro dizer que sou simplesmente um “profissional dos games em formação”.
    Fico estarrecido com a passionalidade debilóide que alguns atingem ao julgar o nosso trabalho.
    Sim, somos uma categoria a parte do jornalismo pois não apenas “retratamos” os fatos, mas também redigimos analises que muitas vezes serão seguidas como ponto de referencia pelos gamers. Damos nossa cara a tapa ao admitir não considerar tão “fodão” o mais novo capitulo de um Final Fantasy ou que o novo FIFA deu de goleada no filhote da Konami.
    Afinal somos pagos pra isso [[às vezes nem tão “bem” pagos, mas dá pra passar o mês…]] e utilizamos nosso conhecimento profissional para realizar a melhor das resenhas, para encontrar a melhor maneira de descrever a experiência de jogo que estamos sentindo para, assim, auxiliar outros que confiam e respeitam nosso trabalho singelo.
    Como gosto é como rosto e cada um tem o seu, não esperava mesmo que todos concordassem com a opinião do Lucas [[até porque nem eu concordei de todo]], mas que expressassem isso de uma maneira civilizada e menos infantil.
    Como MUITO BEM disse o Arbulu, se não concorda com a analise, simplesmente vão, comprem os seus jogos favoritos e sejam felizes meus queridos. Simples, rápido, fácil e ainda economiza o tempo de digitar as babaquices que lá foram postadas.
    Alias, transar faz bem também. Ficar de punhetinha na internet não conta.
    Parabéns pela iniciativa Rafa!

  24. 24 Gustavo Oliveira 28 novembro, 2008 às 1:50 pm

    @Julião

    Outro dia, peguei uma virose do capeta…
    Perdi 2 kilos.

    Não me matou.
    Não me fortaleceu.

    E agora, o que me diz sobre isso?

    uhauhauahuahauhauhauahuahuah

  25. 25 Bruno Julião 28 novembro, 2008 às 11:03 am

    @Gustavo… Com certeza mais forte vc ficou… Só não sabe aonde ainda huahauhahuauhauhauhuhaa😀


  1. 1 [+Leitor] “Sem sal é a tua mãe, rapá” « GoLuck Trackback em 27 novembro, 2008 às 9:35 pm
  2. 2 Meu artigo…no blog do camarada! | Game Gene Trackback em 11 março, 2009 às 1:40 pm
  3. 3 Rafael Arbulu mostra a cara…a barba…e a falta de cabelo!!! | Game Gene Trackback em 11 março, 2009 às 1:41 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




novembro 2008
S T Q Q S S D
« out   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

%d blogueiros gostam disto: